COMPARTILHAR

Por Roberto Nunes, em São Paulo

Rival direto da cultuada Harley-Davidson nas freeways nos Estados Unidos, a Indian Motorcycle chegou em 2014 ao Brasil e, agora, quer conquistar mais espaço no mercado. Com plano inicial de crescimento da rede nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, a Indian desvendou suas “máquinas” no Salão Duas Rodas 2017. Em grande estilo, usou fumaça para mostrar a nova Scout Bobber.

A grande novidade do seu estande deixou todos os fãs bem satisfeitos. Além da Scout Bobber, chega ao Brasil a família Dark Horse, com as consagradas estradeiras Chief e Chieftain. Há detalhes em preto fosco e menos cromados no estilo Dark.

Rodrigo Lourenço, diretor geral da Indian para a América do Sul, adiantou uma projeção de vendas de 400 motos para 2017, a mesma quantidade que no ano passado. Em 2018, o plano é o de crescimento em pelo menos 20% nas vendas da marca. A Scout Bobber é um ícone e traz mudanças estéticas em relação à Scout convencional. Tem guidom maia alto em quase 4 cm e mais próximo do piloto. Sua suspensão foi rebaixada em 3 cm. O modelo dispensa os cromados e os para-lamas são mais curtos.

bobber

 

No tanque, a Bobber tem uma logo da marca modificada. Seu  farol ganhou cobertura e, na traseira, as setas têm luzes de freio integradas para manter um visual mais minimalista. O motor V2 de 1.130 cm³ gera 100 cavalos de potência, com o auxílio do câmbio de seis marchas.

A Indian Bobber 2018 custa US$11.499 (cerca de R$ 36.500, na conversão direta), apenas US$ 200 a mais que a Scout original. Em termos de comparação, o modelo-base aqui no Brasil tem preço sugerido de R$ 49.990.

O jornalista viajou a convite da Abraciclo

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA