205 modelos entraram na lista de recall em 2020; Mercedes-Benz foi a campeã com 15 recalls

O aplicativo Papa Recall apresenta o balanço de recalls de 2020, com alta em montadoras envolvidas e modelos afetados, bem como redução nas campanhas monitoradas. Além disso, apresenta mostra que Hyundai CAOA, Jaguar, Kia e Suzuki apresentaram zero recalls no ano. No total, 2020 marcou 85 campanhas monitoradas, 26 montadoras envolvidas e 205 modelos afetados.

Ano teve alta de 4% em montadoras envolvidas e 6,77% em modelos afetados, bem como redução de 21,3% em campanhas monitoradas, em relação a 2019; Hyundai CAOA está entre as montadoras com zero recalls no ano

O Papa Recall – aplicativo que monitora o chamamento para recall de carros – apresenta o balanço de 2020 e aponta as principais montadoras sem recalls do ano e os principais carros vendidos.

Em 2020, houve alta de 4% em montadoras envolvidas em recalls e 6,77% em modelos afetados, bem como redução de 21,3% em campanhas monitoradas. A montadora campeã de recalls do ano foi a Mercedes-Benz, com um total de 15 chamamentos ao longo desse período. Além disso, a montadora alemã foi a que teve o modelo com mais campanhas – o AMG G 63, com quatro convocações para portas dianteiras, turbocompressor, módulo de travamento diferencial dianteiro e traseiro, e trava de segurança infantil de portas traseiras.

As montadoras Hyundai CAOA, Jaguar, Kia e Suzuki se destacaram com zero recalls em 2020. E, dos vinte carros mais vendidos do Brasil, dez não tiveram nenhum chamamento de recall: Onix e Onix Plus, Argo, Strada, Compass, Kwid, Corolla, Kicks, HR-V e Hilux.

Airbag foi o principal problema, com 19 campanhas e envolvendo 58 modelos afetados. O segundo tema mais recorrente foi combustível, com 13 chamamentos para 29 modelos. Freio, software e transmissão completam o pódio – cada tema marcou 8 campanhas em 2020.

No total, foram 85 campanhas monitoradas, 26 montadoras envolvidas e 205 modelos afetados, no ano passado.

Veja também...

Veja mais
Carregar mais