A8 : um turbilhão de tecnologia

A quarta geração do A8 é o primeiro automóvel com condução autônoma nível 3. Entra em linha de produção em 2018 e irá incorporar gradualmente com condução pilotada. Chega na Alemanha no fim deste ano

Há carros que já são o suprassumo entre os veículos no mundo. O sedã de luxo A8 é um deles. Mas, a Audi decidiu renovar o A8, que agora é um carro com tecnologia semiautônoma. O sedã alemão acaba de ser apresentado em Barcelona em roupagem ainda mais moderna e esportiva. A quarta geração do A8 é o primeiro automóvel com condução autônoma nível 3.

Entra em linha de produção em 2018 e irá incorporar gradualmente com condução pilotada como assistente de estacionamento (“parking pilot”), assistente de garagem (“garage pilot”) e assistente de trânsito (“traffic jam pilot”).

O Audi A8 recebeu também tratamento estético. No visual, o carro inicia o padrão da nova era de design. Sua parte frontal tem grade ampla e vertical de quadro único. O luxuoso sedã A8 é um carro de dimensões generosas, com 5,17 metros ou maior na versão A8 L, com uma distância entre os eixos 13 centímetros maior.

Audi A8

A Audi também “botou” o sedã em um spa. Mesmo assim, a fabricante alemã mostra força no apelo esportivo, com construção leve na carroceria e tração permanente quattro. O carro traz faróis dianteiros HD Matrix LED e iluminação a laser da Audi. Destaque para o assento para relaxamento opcional no A8 L, com quatro opções de ajuste diferentes e um apoio para os pés. O passageiro pode se aquecer e ganhar massagem nas solas dos pés, por exemplo.

Tecnologia

Para andar macio com o novo A8, a Audi oferece uma gama de motores, entre os quais dois motores turbo V6 totalmente reformulados: um 3.0 TDI e um 3.0 TFSI. O motor a diesel gera 210 kW (286 cv), e a versão a gasolina 250 kW (340 cv). Há também duas versões de oito cilindros – um 4.0 TDI com 320 kW (435 cv) e um 4.0 TFSI com 338 kW (460 cv) –, que chegam futuramente no mercado. A versão com o exclusivo motor de ponta é o W12 com um deslocamento de 6,0 litros.

A Audi ajusta seu caminho para o mundo dos carros autônomos. Antes de andar sozinho, os veículos devem ganhar sistemas e dispositivos. Em seguida, as fabricantes aguardam a definição da legislação para o uso do carro que dispensa o motorista em situações de trânsito e de viagens nas estradas. O novo A8 será o primeiro carro com condução autônoma nível 3 a ser produzido em série. O assistente de trânsito Audi AI assume controle da condução quando o trânsito está lento, até 60 km/h, em rodovias onde uma barreira física separa as duas faixas da pista. O sistema é ativado usando o botão AI no console central.

 

Audi A8

O assistente de trânsito funciona com maestria. Administra a partida, aceleração, direção e frenagem também. O motorista não precisa mais monitorar o carro permanentemente. Assim, é possível retirar suas mãos do volante e focar em uma atividade diferente oferecida pelo automóvel, como assistir TV.

Entre os itens, a Audi oferece um assistente de trânsito. Durante a condução pilotada, um controlador central de assistência ao motorista (zFAS) agora processará permanentemente uma imagem das imediações combinando os dados dos sensores. Assim como os sensores de radar, uma câmera frontal e sensores ultrassônicos, a Audi também é a primeira fabricante de automóveis a usar um scanner a laser.

O A8 L e-tron quattro com tração plug-in híbrida será lançado em breve e virá com 3.0 TFSI e outro motor elétrico para gerar 449 cavalos de potência e 700 Nm de torque de torque máximo. A bateria de íon de lítio armazena potência suficiente para cerca de 50 quilômetros de condução elétrica.

Os novos Audi A8 e A8 L saem da fábrica de Neckarsulm e estarão disponíveis no mercado alemão no final de 2017.

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais