Argo quer desbancar Onix e HB20

A Fiat lançou o hatch Argo com a oferta dos motores 1.0 e 1.3, da nova família Firefly, além do 1.8 e.TorQ, todos flex, acoplados aos câmbios manual, automatizado DSG ou automático de seis velocidades. Versão 1.0 só no mês que vem

Por Roberto Nunes, em São Paulo

A série especial Opening Edition estreou na picape Toro com pacote bem mais generoso. A Fiat repete a dose no novo hatch Argo, modelo que fica no lugar do Punto e de versões mais equipadas do Palio, para chegar ao topo das vendas do segmento de entrada, o mais disputado do mercado brasileiro. A missão é desbancar os queridinhos Onix e HB20, dois hatches bem posicionados e que oferecem visual moderno, opção de motores e multimídia bem avançado.

Por conta disso, a Fiat preparou uma gama de sete versões do Argo, já à venda em todo o Brasil com a oferta dos motores 1.0 e 1.3, da nova família Firefly, além do 1.8 e.TorQ, todos flex, acoplados aos câmbios manual, automatizado DSG ou automático de seis velocidades.

imagem (3)

Produzido no Polo Automotivo de Betim (Minas Gerais), o Argo vem nas versões Drive, Precision e HGT, a topo da gama. No entanto, a Fiat quer mais com o Argo. O hatch Argo vem ainda em versão Opening Edition baseada na topo da gama HGT 1.8 e.TorQ com câmbio automático de seis velocidades. A série é limitada em mil unidades, todas com um conjunto de acessórios Mopar e na cor azul Portofino. Para garantir a esportividade, o hatch tem teto e retrovisores externos pintados de preto. Há ainda um aerofólio na tampa traseira na cor preta. A Mopar, marca de customização e de acessórios originais da Fiat Chrysler Automobile (FCA), incluiu também rodas de alumínio escurecidas (aro 16), protetor de soleira das portas, tapetes de borracha e carpete, kit de alto-falantes de alta performance com 60 W e o badge “Mopar” nas colunas traseiras. E a exclusividade incluiu as três primeiras revisões gratuitas.

imagem (1)

Mercado

O segmento dos hatches de entrada é dominado pelo Chevrolet Onix, carro mais vendido nos últimos dois anos no Brasil. A Hyundai emplacou o HB20 e, na terceira posição, está o Ford Ka feito em Camaçari, na Bahia. A Fiat tem uma rede com mais de 500 revendedores e, em uma hipótese otimista, pretende ser o líder de vendas no país. Com o Argo, a Fiat tem um campo mais vasto entre os hatches. Antes do lançamento, a marca italiana divulgou que o Argo seria o seu novo hatch médio. Seguindo os números do tamanho – São 3,99 m de comprimento e 1,72 m de largura -, o modelo está mais para Onix, HB20, Sandero e New Fiesta.

O Argo Opening Edition chega por R$ 75.200. Na ponta de baixo, a versão de entrada Drive com motor 1.0 Firefly Flex é o modelo de entrada. O Argo é realmente um projeto mais moderno e incorporou itens que não são ofertados pela concorrência. Seu motor 1.0 Firefly é o mesmo da dupla Mobi e Uno, e será o carro-chefe da marca. Possui tecnologia de três cilindros e gera 77 cv de potência e 10,9 kgfm de torque), com a transmissão manual de cinco marchas.

Versão Drive com opção de câmbio DSG e motor 1.3 Firefly
Versão Drive com opção de câmbio DSG e motor 1.3 Firefly

 

Entre os itens de série, o Argo vem equipado com direção elétrica progressiva, ar-condicionado, display de alta resolução no quadro de instrumentos, banco do motorista com ajuste de altura, cintos de segurança retráteis de três pontos para todos os ocupantes, ISOFIX, travas elétricas e vidros dianteiros com acionamento elétrico. De inovador, todas as versões têm o  sistema Start&Stop, item ofertado em carros vem mais caros. A Fiat posiciona o Argo a partir de R$ 46.800.

Bem posicionado

A oferta de várias versões mostra que a Fiat quer agradar o brasileiro. Na prática, funciona da seguinte forma: quem antes comprava Palio tem como opção a versão de entrada, a Drive 1.0. No caso dos amantes do Punto, a marca italiana oferece a versão Drive 1.3 com o câmbio manual ou a novíssima transmissão DSG, a que substituiu a Dualogic. O hathc fica mais esperto com o novo motor 1.3 Firefly com 109 cavalos e torque de 14,2 kgfm. Destaque para o sistema de monitoramento da pressão dos pneus, central multimídia de 7 polegadas, com tela sensível ao toque, de alta definição, e compatível com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto. O volante traz comandos do rádio e telefone e a segunda porta USB para o passageiro traseiro.

Tela do multimídia com 7 polegadas
Tela do multimídia com 7 polegadas

Já com o câmbio GSR, a Fiat melhora a comodidade e itens de segurança, como controle de tração (TC), controle eletrônico de estabilidade (ESC) e sistema Hill-Holder, que evita que o carro se mova em breves paradas com inclinação. O novo câmbio é por botões localizados no console central, e o motorista tem ainda a opção das trocas nas aletas atrás do volante. O sistema conta ainda com a função Auto-Up Shift Abort. Nesta versão, há ainda controle de velocidade de cruzeiro, apoia braço para o motorista, vidro elétrico traseiro e retrovisores externos elétricos com função tilt down e repetidores laterais.

Mas, a Fiat quer beliscar também o consumidor que gosta de carros mais equipados e de motor mais forte. O Argo é ofertado com o recalibrado motor 1.8 e.TorQ, o mesmo da picape Toro. São quatro versões: duas Precision e duas HGT.

Opção dos motores 1.0, 13 e 1.8, todos flex
Opção dos motores 1.0, 13 e 1.8, todos flex

O Fiat Argo Precision vem com motor E.torQ 1.8 16V Evo VIS, de 139 cavalos e 19,3 kgfm de torque, e câmbio manual de cinco marchas. De série, inclui alarme antifurto, faróis de neblina, faróis com luz de posição a LED, rodas de liga leve com aro 15 e banco traseiro bi-partido 60/40. Já com a transmissão automática, o Argo ganha as borboletas atrás do volante, controle de velocidade de cruzeiro, apoio de braço para o motorista, volante revestido em couro e ambient lights.

Mas, o Argo topo da gama é o HGT 1.8. Tem ainda display multicolorido de 7 polegadas de alta definição e personalizável no quadro de instrumentos. Seu visual é destacado por nova grade dianteira com acabamento vermelho, spoilers no para-choque, moldura preta na parte inferior da lateral e nas caixas de roda, além de uma ponteira de escapamento trapezoidal cromada, rodas de liga leve aro 16 e uma calibração de suspensão mais esportiva. O revestimento vermelho destaca a parte central do painel. Com o câmbio automático de seis marchas, a Fiat equipa o Argo HGT 1.8 com alertas ao volante, controle de velocidade e do apoio de braço para o motorista.

O jornalista viajou a convite da FCA

 

Versões e preços:

Drive 1.0 (manual) – R$ 46.800

Drive 1.3 (manual) – R$ 53.900

Drive 1.3 GSR (automatizado) – R$ 58.900

Precision 1.8 (manual) – R$ 61.800

Precision 1.8 (automático) – R$ 67.800

HGT 1.8 (manual) – R$ 64.600

HGT 1.8 (automático) – R$ 70.600

Opening Edition Mopar – R$ 75.200

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais