Concorrente forte, Kia quer Cerato na garagem do brasileiro

Por Roberto Nunes

Já não é de hoje que os sedãs – veículos chamados de três volumes – perderam seu reinado na garagem de muitas famílias pelo Brasil afora. A onda dos crossovers e SUV´s urbanos tem provocado mudanças no perfil do consumidor, e isso ocorre em vários mercados mundiais. Porém, as fabricantes têm posicionado seus sedãs para garantir a venda entre as famílias – digamos assim – mais tradicionais e que dão preferência aos modelos verdadeiramente de perfil familiar.

Uma destas montadoras é a sul-coreana Kia, que lançou recentemente a nova geração do sedã Cerato no mercado brasileiro. Importado do México em duas versões (SX e EX), o sedã Cerato está mais remoçado, com um visual bem agradável e com toques inspirados no esportivo Kia Stinger GT. Está maior nas suas dimensões e com motor 2.0 flex, mais ajustado e de 167 cavalos, auxiliado pelo câmbio automático de 6 marchas.

O novo Kia Cerato estacionou na #GaragemdoNunes para avaliação do @autosemotostv. Para quem deseja a clientela acima dos 40 anos com filhos e os que pretendem passear em situações urbanas, o Cerato 2020 serve como via alternativa, já que o segmento de sedãs médios tem uma mão cheia de opções, a começar pelo líder Toyota Corolla, que acaba de ganhar versão hybrid, Honda Civic com sua versão esportiva Touring de motor turbinado, Chevrolet Cruze de tecnologia embarcada e internet wi-fi a bordo, além do Nissan Sentra e do Volkswagen Jetta.

 

A briga é grande no segmento dos sedãs médios e a Kia posiciona o novo Cerato com valores próximos aos da concorrência, pedindo R$ 94.990 na configuração de entrada EX e R$ 104.990 na topo da gama SX. É sempre bom colocar os valores na pontinha do lápis, fazer um test drive no veículo e avaliar o que a concorrência oferece no pacote de equipamentos ofertado e preço cobrado. É a dica básica para uma compra racional, com a calculadora e pensando sempre nos pontos que agradam no veículo.

De visual, o Cerato ganhou e muito ares mais modernos, especialmente na traseira desenhada pela equipe do alemão Peter Schreyer, ex-Audi e que comanda a Kia Motors no mundo.

Para renovar, é preciso realizar um trabalho profundo. A Kia incorporou a nova motorização Nu 2.0 flex, de quatro cilindros, 16 válvulas e duplo comando de válvulas. Entrega 167 cavalos de potência máxima e 20,6 kgfm de torque máximo quando abastecido com etanol. Se o combustível for a gasolina, a potência passa para 157 cv e o torque, para 19,2 kgfm. Nem queira saber o consumo, pois a Kia não informa dados no seu computador de bordo. E no Brasil isso é uma questão que define a compra. Mesmo assim, o conjunto mecânico deixa o carro esperto e as retomadas da transmissão automática são realizadas de maneira plena e sem tracos. Isso é bom para a redução do consumo de combustível. Mas é preciso também que o motorista fique esperto em relação ao peso do pé direito no pedal de aceleração e a maneira mais correta para oferecer um rodar macio sem tanto sustos para quem fica no banco do carona.

O visual do Cerato empolga. Tem novo desenho no estilo grade “nariz de tigre” e há acabamentos cromados na carroceria. Destaque para o capô mais alongado e novos detalhes como antena tipo shark, faróis de neblina com lentes de projeção, luzes de rodagem diurna (DRL) em LED e rodas de liga leve de 16 polegadas com pneus 205/60. Isso já impressiona.

Seguindo as linhas orientais, o sedã tem acabamento mais simplório do que deveria para quem deseja ser mais esportivo. As saídas de ar são realmente inspiradas nos modelos Audi e isso é evidente pela chefia do design. O pacote de entretenimento traz sistema com conexão Bluetooth, comandos de voz e conectividade com smartphones, sendo compatível com os aplicativos Android Auto e Apple CarPlay. Também há entradas auxiliar e USB, e sistema de som com quatro alto-falantes e dois tweeters. Nada de mais nem nada de menos. Pelo menos, é prático e de fácil uso.

O Cerato é um sedã bom de guiar. Para destacar uma tocada mais agradável, a Kia oferece o recurso drive by wire – que se adapta ao estilo de pilotagem do condutor. É possível ainda usar quatro modos de condução: Comfort, Economy, Smart e Sport. O volante tem desenho comum, é multifuncional e traz ajuste de altura e profundidade, com controles para o sistema de som e chamadas telefônicas, piloto automático e computador de bordo.

A Kia destaca o pacote de segurança com freios a disco nas quatro rodas com distribuição eletrônica de frenagem (EBD), controle eletrônico de tração (ASR) e estabilidade (ESC), além de assistente de partida em rampa (HAC), destravamento das portas em caso de colisão, vidros com sistema antiesmagamento e acionamento por um toque para o motorista. Além disso, tem ainda Isofix, e cintos de segurança de três pontos para todos os ocupantes, itens que são ofertados pela maioria dos concorrentes.

Para auxiliar o motorista, o Cerato vem equipado com sistema de monitoramento da pressão dos pneus (TPMS), retrovisor interno eletrocrômico, retrovisores externos elétricos com rebatimento automático, setas integradas e aquecimento, e acendimento automático dos faróis.  A versão mais equipada é a mais interesante. O Cerato SX testado pelo AUTOS E MOTOS tem ar-condicionado digital de duas zonas com saídas para os bancos traseiros, bancos e volante revestidos em couro, bancos dianteiros com aquecimento e painel com revestimento soft touch. As mçanetas internas são em aço escovado, e os pedais são metalizados.

É sempre bom andar em um carro com direção elétrica, chave presencial e partida por botão, com abertura de portas e bagageiro a distância. Isso mostra preocupação e cuidado com o motorista. Há ainda aletas atrás do volante, e auxílio de uma câmara de ré com gráficos de assistência para você conseguir estacionar direitinho nas vagas de prédios e no shopping center, por exemplo.

É bom reforçar que a Kia oferece seis airbags: dois frontais (obrigatórios), dois laterais e dois de cortina em um sedã médio que cresceu para todos os lados (o comprimento passou de 4,56 m para 4,64 m; e a largura aumentou de 1,78 m para 1,8 m. A altura é de 1,44 m, e a distância entre eixos é de 2,70 m). Já o porta-malas tem capacidade para 520 litros e a Kia oferece cinco anos de garantia.

Na hora da decisão da compra, há argumentos que pesam, como garantia de fábrica e poder de revenda do veículo após três anos de uso. Ai há um ponto a favor e outro contra o sedã Cerato.

O Kia Cerato 2020 foi emprestado pela revenda Intervia/Kia Salvador

 

 

 

 

 

 

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais