Expedição: à procura do início do Brasil

Por Roberto Nunes

Encerro a minha participação na Expedição Nissan na Chapada Diamantina com algumas certezas e muitos questionamentos sobre os primórdios do nosso Brasil. Cheguei a Salvador com o gostinho de lama das trilhas com a picape Frontier e a vontade de conhecer mais os sítios arqueológicos na Bahia. Os dois últimos dias foram espetaculares com as pinturas rupestres da Serra das Paridas e o visual estonteante do Morro do Pai Inácio, um dos principais pontos turísticos da região.

A trinca de aventureiros (eu, Duda Godinho e Freire Neto) formou o Pool Nordeste na Expedição Nissan: À procura do início do Brasil. A ordem era gravar imagens para garantir o conteúdo jornalístico com a picape Frontier para os nossos programas automotivos de TV e WEB TV. Na quarta, a equipe de expedicionários do Pool Nordeste decidiu não subir a Serra das Paridas. Ficamos na base da montanha e com o apoio do cinegrafista Alex (Alexandre Duarte) gravamos nossas passagens e takes dos detalhes da avaliação da 12ª geração da Frontier – versões SE e LE com motor 2.3  diesel, de duplo turbo ,190 cavalos e 45,9 kgfm a 2.500 giros, acoplado ao câmbio automático de sete velocidades e a tração 4×4, com seletor de mudanças no painel.

A picape da Nissan tem bom pacote de equipamentos e vem ainda com bloqueio eletrônico do diferencial, controle inteligente de descida, sistemas de controle de tração e de estabilidade, sistema inteligente de partida em rampas, freios ABS com EBD E BA, protetor de cárter, motor e tanque de combustível, além de um sistema eletrônico de partida por botão.

Após o trabalho, o amigo Freire Neto sofreu uma queda em uma escadaria de três degraus e teve uma leve torção no tornozelo esquerdo. Mas, o socorrista Juan prontamente deu o apoio necessário, imobilizando o tornozelo e indicando os cuidados para a melhor recuperação do colega. Fora o susto, tudo transcorreu bem. Ganhamos até uma festa de despedida no bar Bodega, em Lençois, com direito a comes e muitos, muitos bebes (drinks, cervejas e doses de tequila e whisky) e momentos inesquecíveis de karaokê (até cantei, meu Deus, rsrsrs).

Nesta viagem, conquistei amigos, conheci lugares incríveis e reforcei laços de trabalho e de amizade com toda a equipe da Nissan (Rogério Louro, Alexandre Carvalho e as escudeiras Camila, Brenda e Dai). Diariamente, aproveitei ao máximo o vasto conhecimento do professor Carlos Etchevarne, pesquisador de arqueologia da Universidade Federal da Bahia. Este homem sabe tudo e mais um pouco dos primórdios do período pré-colonial do Brasil e das pinturas rupestres encravadas nas paredes e tetos das grutas e rochas das montanhas da Chapada Diamantina. Etchevarne compartilhou o resultado de suas pesquisas narradas em seu livro Inventário de locais com vestígios arqueológicos do município de Morro do Chapeu, dado como presente para todos os expedicionários.

Foto de Freire Neto do professor Carlos Etchevarne

Os desenhos e pinturas rupestres, segundo o pesquisador Carlos Etchevarne, são vestígios e indicadores de antigas aldeias indígenas na região da Chapada Diamantina. Algumas gravuras são datadas de 3.000 anos. Lugares como a Toca da Figura, a Toca do Pepino, o Abrigo do Sol, a Serra das Paridas, entre outros nos municípios de Morro do Chapeu e Lençois, devem ser visitados. Somente na região de Morro do Chapeu, há quatro sítios arqueológicos.

Entre os estudados pelos pesquisadores da UFBA, o sítio Lagoa da Velha é um dos mais bonitos. É um conjunto de afloramentos de arenito silicificado na localidade que leva o mesmo nome e que muitos moradores denominavam genericamente “as Lages”. Nos abrigos e paredes, segundo o relato do livro Inventário de locais com vestígios arqueológicos do município de Morro do Chapeu, há a maior variedade de painéis com composições cenográficas e com técnicas de aplicação de pigmentos sobre rocha do território da Bahia.

AUTOS E MOTOS rodou de picape Frontier nestes cinco dias de Expedição Nissan e fez uma ampla cobertura (TV, WEB TV, site, rádio, impresso e mídias digitais) sobre os caminhos do início do Brasil na Bahia. Siga o perfil @autosemotostv no instagram e confira os posts do meu diário de bordo da Expedição Nissan na Bahia no site Autos e Motos (ponto com), parceiro do Portal Aratu Online, o site do SBT na Bahia. Veja as fotos, vídeos e relatos das trilhas da Expedição Nissan realizada entre os dias 22 e 26 de abril. A partida é por volta das 13h, saindo de avião do aeroporto de Salvador, pernoitando na cidade de Morro do Chapeu e de Lençois, na Chapada Diamantina.

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais