Detalhistas, as mulheres vão além do espelho

Por Juliana Neves (jornalista colaboradora)

Em um tempo não tão distante, a mulher era uma figura objetificada que ficava ao lado dos carros novos durante o lançamento – normalmente vestidas com roupas coladas e decotes volumosos – que tinham o objetivo de chamar atenção. Esse cenário só começou a mudar quando o mercado percebeu que o público feminino não era enfeite e, sim, consumidor em potencial.

Exatamente de olho nisso as marcas começaram a apostar nos últimos tempos em formas de aproximar essas consumidoras com o segmento. Um bom exemplo disso foi quando recebi um convite em 2017 para realizar um test drive do novo Ford EcoSport,  que tinha acabado de ser lançado. O evento tinha um diferencial: era destinada apenas para o público feminino, com a intenção de mostrar para esse público, que o novo carro durante o seu processo de fabricação tinha sido pensado e criado por mulheres como elas.

Ações como essa vêm se tornando frequentes, já que existe a necessidade de adaptação do mercado. Os homens – que eram os maiores clientes – normalmente se mostram mais preocupados com o estilo do carro, a potência e os detalhes técnicos. Já as mulheres olham além: elas se preocupam também com o conforto e a funcionalidade do veículo, prestando atenção em itens que facilitam a rotina de quem dirige, como acessórios, porta-objetos, espaço interno e o design.

Para muitas delas o carro é como uma segunda casa e, por esse motivo, costumam ser bastante detalhistas, exigentes e cuidadosas, pois também pontuam fatores como o valor do IPVA, do seguro do carro, os custos de manutenção e a economia de combustível.

Por isso, é de suma importância o espaço que vem sendo dado para as mulheres se reconhecerem no segmento, pois quando elas não estão comprando, influenciam na decisão dos maridos e filhos.

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais