Detroit muda foco dos americanos

O Salão de Detroit 2012 abre suas portas para o público. São pelo menos 32 lançamentos mundiais, mostrando que o evento americano volta a ter seu valor. Das fabricantes caseiras, a Chrysler destaca o novo Dodge Dart com pitadas da italiana Fiat, controladora das empresas

A edição 2012 do Salão de Detroit, o North American International Auto Show (Naias), abre as portas nesta quinta-feira para mostrar que a indústria automotiva está totalmente recuperada nos Estados Unidos. Depois dos piores momentos da crise de 2008/2009, a hora é de comemorar. E nada melhor do que em Detroit, berço das três grandes Ford, General Motors e Chrysler.

Este ano, o evento conta com pelo menos 32 lançamentos mundiais, todos devem chegar rapidamente ao mercado americano, que conseguiu emplacar 12,8 milhões de unidades em 2011.

Uma das grandes novidades é o novo Dodge Dart. Controlado pela italiana Fiat, o Grupo Chrysler acabou de vez com a farra dos motores grandes e muito potentes. Usou toda sua força para reconstruir um novo Dart, que será produzido na plataforma do Alfa Romeo Giulietta e com motores da família Multiair, um 1.4 litro 16V Multiair Turbo e um 2.0 litros 16V Tigershark que gera 160 cavalos, e um Tigershark, de 2.4 litros e 16V de quatro cilindros, com 184 cv de potência. O Dodge Dart vem com opção de duas transmissões emprestadas da Fiat, ambas de seis marchas. Uma é manual e a outra é automatizada de dupla embreagem.

O Salão de Detroit 2012 destaca ainda o novo Fusion, o compacto Sonic em versão turbinada, o esportivo Mercedes-Benz SL, o novo BMW Série 3 e uma versão apimentada do surprendente Hyundai Veloster.

O Sonic RS tem motor turbo de 138 cv e câmbio manual

.

O Fsuion 2013 chega ao Brasil no segundo semestre

.

O esportivo Sl está totalmente renovado em Detroit

.

Veja também...

Veja mais
Carregar mais