Fiat lança sedã Grand Siena

A Fiat usou a fórmula de esticar e oferecer mais equipamentos de série no Grand Siena, sedã atualizado do modelo compacto. São 14 cm a mais de comprimento e de entre-eixos para brigar com o Chevrolet Cobalt e VW Voyage. Uma das novidades é a oferta da versão Tetrafuel

A Fiat lançou o Grand Siena, atualização do sedã compacto Siena, em Santiago, Chile. Comercializado no Brasil e em outros mercados da América do Sul, o Grand Siena chega em três versões de acabamento: Attractive 1.4, Tetrafuel 1.4 e Essence 1.6 16V, com a opção do câmbio manual ou transmissão Dualogic. O Siena EL (1.0 e 1.4) continuará como versão de entrada no País.

Com valor estimado entre R$ 38.500 e R$ 46 mil, o Grand Siena se posiciona para rivalizar com o novo Chevrolet Cobalt e o Volkswagen Voyage. Em sua trajetória de 14 anos, já foram comercializadas 813 mil unidades até 2011. No ano passado, o modelo da Fiat registrou 90.172 unidades emplacadas, ficando atrás apenas do Chevrolet Corsa sedã (126.785) e à frente do VW Voyage (87.919 unidades).

De cara, percebe-se que o Grand Siena se distanciou da nova geração do Palio lançada no fim do ano passado. O novo sedã da Fiat tem trunfos no tamanho e no visual. Produzido em uma plataforma totalmente nova na fábrica de Betim (MG), o Grand Siena possui 13,4 cm a mais em comparação ao comprimento da versão anterior do Siena. Tem ainda 6,1 cm a mais de largura, 5,3 cm a mais de altura e entre-eixos maior em 13,7 cm.

Além de linhas frontais mais arrojadas, o sedã exibe para-choques, maçanetas, frisos laterais e espelhos retrovisores pintados na cor do veículo. De série, o Grand Siena Attractive 1.4 oferece air bag duplo frontal com sistema de freios ABS com EBD, travas elétricas e automáticas das portas a 20 km/h, vidros dianteiros elétricos com one touch e antiesmagamento, chave-canivete com telecomando, sistema de abertura elétrica do porta-malas (Logo Push), volante com regulagem de altura, desembaçador temporizado do vidro traseiro e computador de bordo.

São dois tipos de motores: o Fire 1.4 Evo e o E-torQ 16V, ambos flex. Na parte mecânica, a grande novidade é o retorno da opção Tetrafuel, desta vez aplicada no motor Fire 1.4 Evo Flex, com o uso de etanol, gasolina, gasolina sem álcool (E-0) e o gás natural, o GNV, para a configuração Attractive do veículo. Abastecido apenas gasolina, gera potência máxima de 85 cavalos e torque de 12,4 kgfm a 3.500 rpm. Com etanol, são 88 cv e torque de 12,5 kgfm a 3.500.

Veja também...

Veja mais
Carregar mais