Honda HR-V chega com tudo no Brasil

A Honda já oferece o novo crossover HR-V em todo o Brasil. O modelo é um mini-CR-V e traz um pacote recheado de equipamentos e motor1.8 i-VTEC 16V FlexOne, de 140 cv, e opção do câmbio CVT que simula sete velocidades.

Mesmo diante da crise que assola o setor de veículos no Brasil, a Honda mostra a força japonesa com um plano ousado para vender anualmente 50 mil unidades do novo crossover HRV, apresentado na inauguração da Imperial Alphaville, na Avenida Paralela, em Salvador.
hr v
O novo HRV – que já é vendido com o nome de Vezel nos mercados asiáticos – chega com a missão de um samurai. O rival maior é o líder Ford EcoSport, feito na Bahia e que abriu os caminhos do segmento dos crossovers compactos em 2003.
Produzido em Sumaré (SP), o novo utilitário da Honda será vendido nas versões LX, EX e ELX, com a opção dos câmbios manual de seis marchas e CVT que simula sete velocidades.
Feito na plataforma da dupla Fit/City, o HRV traz o motor 1.8 i-VTEC 16V FlexOne, o mesmo usado pelo Civic. O propulsor ganhou recalibrações para funcionar em sintonia com o câmbio CVT, garantindo bons resultados com gasolina e etanol. Assim,  a engenharia da Honda atingiu maior potência, ofertando 140 cv (etanol), e 139 cv (gasolina). O torque máximo é de 17,4 kgfm (etanol).
hrv2
O crossover HRV é uma espécie de mini CR-V. Para um não tirar a venda do outro, a Honda usa a estratégia de oferecer o novo veículo
sem a tração 4×4 – os rivais EcoSport e Duster têm o sistema.Na prática, o carro da Honda possui visual  urbano e deve agradar ao público  jovem, especialmente as mulheres. Assim, não entra na briga direta com o Jeep Renegade, que terá lançamento na semana que vem.  Para Sérgio Bessa, diretor comercial da Honda, o HRV será um marco no mercado nacional.
Com visual moderno e de linhas fortes, o crossover da Honda surpreende pela qualidade do acabamento – com um belo painel de instrumentos – e soluções inusitadas, como o do duplo cockpít – com espaços individuais para o motorista e para o carona.
Honda-HR-V-02
O HRV LX sai por R$ 69.900 e custa R$ 75.400 com o câmbio CVT. No pacote de série, a Honda inclui air bag duplo e freios com ABS (a disco nas quatro rodas), garantindo itens como controle de tração e estabilidade, sistema de ancoragem Isofix para fixação de cadeirinhas de bebê nos bancos traseiros, alarme, vidros e travas elétricas e chave canivete multifuncional.
Há ainda aviso sonoro do cinto de segurança para motorista e passageiro, e o Brake Hold para “segurar” o carro parado em subidas e descidas por alguns segundos.
Mas crossover que se presa tem que oferecer mimos também. A Honda instalou ar-condicionado, painel de instrumentos com sete cores personalizáveis e minicomputador de bordo com multifunções. De série, o carro já traz freio de estacionamento elétrico e de comando por botão.
Infelizmente, o banco do motorista tem regulagem manual de altura em todas as versões ofertadas.
A fabricante compensa o desconforto com a coluna de direção com ajuste de altura e profundidade.
Para garantir o espaço do porta-malas – 437 litros –, os bancos traseiros são reclináveis e de sistema bipartido com rebatimento ULT (para trás). Há diferenças nas rodas nas versões de entrada – calotas sobre rodas de aço no modelo com câmbio manual e rodas de liga leve na LX CVT – com pneus 215/55R17.
HRV 4
A Honda oferece também o HRV EX CVT, com valor de R$ 80.400. Inclui câmera de ré, faróis  e lanterna de neblina e controle de cruzeiro (piloto automático). Os retrovisores têm repetidores de setas, e o carro traz ainda rack de teto, volante com acabamento em couro, som com visor de LCD de cinco polegadas no console central e comandos no volante.
O modelo mais vistoso é, de fato, o topo da gama EXL CVT. Assim, o HRV sai por
R$ 88.700 e ganha ar-condicionado digital com tela tátil (igual ao do City),  display multimídia com tela colorida sensível ao toque de 7” e GPS integrado. As entradas HDMI e duas USB ficam na parte de baixo do console central.
Nesta versão, há retrovisores elétricos e com rebatimento, tilt-down no lado do passageiro (sistema que rebaixa o espelho para manobras) e alguns detalhes em couro no acabamento interno. De quebra, o carro da Honda está mais reforçado com air bags laterais.

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais