Honda HR-V Touring tem preço salgadinho: R$ 140 mil

Por Roberto Nunes

A Honda lançou em 2015 o crossover HR-V no país. De prontidão, o inédito modelo da marca japonesa despontou no gosto do brasileiro e liderou o segmento dos SUV´s urbanos no mercado nacional. Com o carimbo Honda de qualidade, o HR-V chegou com visual atualizado, pacote generoso de equipamentos e excelente custo/benefício. Para melhorar a performance, a Honda apresentou o HR-V Touring, mais equipado e com motor 1.5 turbo, de 173 cavalos de potência, acoplado ao câmbio CVT.

A versão Touring da Honda chegou primeiro no sedã Civic e “aditiva” o crossover HR-V com “vontade de andar” e mais itens nos pacotes de segurança, tecnologia e conforto para motorista e demais passageiros. Com valor na faixa dos R$ 140 mil, o Honda HR-V Touring eleva-se ao patamar para brigar com o bom de vendas Jeep Compass.

O HR-V possui dimensões para quem deseja um carro espaçoso com seus 4,33 metros de comprimento e 2,61 metros de entre-eixos — apenas 2 cm a menos que o Jeep. No frigir dos ovos, é a mesma coisa e ai fica muito na escolha do consumidor entre um Compass flex ou um HR-V turbinado.

Seguindo a linha do Civic, a motorização é importada – o sedã vem do Canadá, já o motor do crossover é de origem japonesa. Herda a base do Civic com motor a gasolina, com injeção direta e comando duplo variável, para entregar 173 cv. Tem ainda 22,4 kgfm de torque entre 1.700 e 5.500 giros. O câmbio CVT simula sete marchas.

URBANO E BEM EQUIPADO

O HR-V é um carro urbano e sua direção elétrica causa inveja pela precisão e leveza no uso, principalmente para manobras em estacionamentos, por exemplo. A Honda oferece o sistema Sensing, pacote presente também no Accord, com a inclusão do sensor de ponto cego, frenagem automática, alerta de faixa e controle de cruzeiro adaptativo. Seu pacote é dos mais cheios e inclui botão de partida, teto panorâmico, chave presencial, espelho retrovisor fotocrômico e acabamento caprichado no painel de instrumentos.

Ainda não é desta vez que a Honda acertou na disposição mais moderna do multimídia. Mesmo com todo o pacote tecnológico, o dispositivo deixa a impressão de algo simplório, sem valorizar o visual da tela para agradar ao motorista e passageiros que desejam estar sempre conectados ao mundo digital. No entanto, o multimídia pode, sim, ser usado com android auto e car play, com todos os aplicativos preferidos de quem estar a bordo no veículo. Destaque para o Lane Watch, sistema com câmera que, ao ser acionada a seta para conversões a direita, exibe imagem captada por meio de uma câmera localizada no retrovisor e enviada diretamente para a tela do multimídia de 7 polegadas.

O Honda HR-V vem com câmera de ré, seis airbags, freio de mão eletrônico, sensor dianteiro e rodas aro 17. Traz painel digital, bancos elétricos e saídas de ar e entrada USB atrás. A marca japonesa usa ainda o Honda Sensing, pacote de direção semiautônoma dotado de controle de cruzeiro adaptativo que é ofertado no Accord, no crossover HR-V Touring.

 

O modelo tem visual moderninho e vem com faróis full-LED, por luzes diurnas e neblina de LED. Discretamente usa o nome “Turbo” ao lado da lanterna e oferece saída de escapamento dupla. Para quem gosta de pegar a estrada, o HR-V é um veículo seguro, bem equipado e espaçoso. O porta-malas tem 437 litros, maior do que os 393 litros das outras versões.

Para quem deseja um carro urbano, é bom fazer um test drive. Para quem quer um SUV, realize um test drive e faça ainda compativos de preços e configurações com o rival Jeep Compass. Quem deseja um veículo confiável na mecânica e bom no pós-venda, a Honda oferece 3 anos de garantia.

Veja também...

Veja mais
Carregar mais