JAC T50 CVT briga com SUV´s como Kicks e Creta

Renovação do conhecido T5, o novo JAC T50 é uma evolução em todos os sentidos. O T50 é um SUV urbano, mais para crossover, por reunir o que há de mais moderno no mundo dos hatches, sedãs e peruas. A chinesa JAC mudou tudo, deixando apenas dois detalhes internos como as maçanetas e o acendedor de cigarros no painel de instrumentos do veículo.

Roberto Nunes, especial em Souzas, São Paulo

O novíssimo T50 chega ao mercado brasileiro em duas versões: Pack 2 e Pack 3 que custam, respectivamente, R$ 83.990 e R$ 87.990. A JAC Motors, que descartou sua fábrica em Camaçari (Bahia) e hoje tem planos de uma planta de produção em Goiás, avança no mercado com modelos como o pequeno T40 e o compacto T50. Já no primeiro semestre de 2019, adiantou Sérgio Habib, presidente do Grupo SHC, o brasileiro terá mais três opções de modelos da marca, como o SUV médio-grande T80 com motor 2.0 turbo de 210 cavalos, uma picape média chamada de T6 e o carro elétrico baseado no T40, denominado de E40 pelo valor já definido de R$ 129.990.

AUTOS E MOTOS rodou no SUV T50 mais caro com pacotaço de equipamentos em um test drive realizado entre São Paulo e Souzas, cidade do interior paulista. A JAC Motors fez realmente melhorias significativas nesta reestilização do T5. “Na China, país com mercado de 30 milhões de carros, um facelift de um veículo é bem profundo. No caso do T50, mudou tudo. O carro tem nova frente, traseira e interior com uma série de itens e componentes totalmente novos”, destacou Habib.

O novo T50 vem equipado com um novo propulsor 1.6 16V a gasolina, de 138 cavalos de potência e 17,1 kgfm de torque máximo, acoplado ao câmbio CVT. Este é o mesmo caminho trilhado pela JAC com o SUV menor T40, que possui a mesma mecânica. No entanto, o conjunto motriz do T50 ganhou melhorias para o carro ter mais desempenho e menor consumo de combustível.

Dotado de tração dianteira, o novo JAC T50 vem com sistema Start/Stop, que desliga e liga o motor em paradas repentinas no trânsito ou em cruzamentos. O motor funciona em sintonia com a nova caixa de transmissão automática de relações continuamente variáveis (CVT). Assim, é menos trancos e mais conforto para quem dirige. É possível até simular trocas de marcha em modo manual. Ainda não é agora que a fabricante chinesa oferece aletas atrás do volante para as trocas de marchas, que devem ser efetuadas pela alavanca. Além de tudo isso, o T50 está com uma nova suspensão, com alterações na calibragem dos amortecedores, molas reforçadas e barras estabilizadoras frontal e traseira.

 

Bebendo na fonte dos modelos urbanos, a JAC Motors oferece o T50 com dimensões bem equilibradas. O veículo tem 4,34 metros de comprimento, 1,76 metro e largura, 1,64 metro de altura e 2,56 metros de distância entre-eixos. O porta-malas do T50 é um ponto positivo com 600 litros de capacidade para bagagens. Em ordem de marcha, o peso é de 1.220 kg. O tanque tem capacidade para 42 litros de gasolina.

O novo T50 sai por R$ 83.990 e vai brigar com modelos como o Nissan Kicks, Renault Captur, Ford EcoSport, Hyundai Creta e outros tantos SUV´s urbanos no Brasil. O carro vem de fábrica com direção com assistência elétrica variável, ar-condicionado automático de uma zona, bancos com acabamento de tecido sintético, trio elétrico, assistente de partida em rampa, controles de estabilidade e tração, sistema de monitoramento da pressão dos pneus, alarme, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, assentos traseiros com Isofix para a fixação de cadeirinhas infantis, chave presencial com partida por botão, rodas de 16 polegadas, tomadas USB (uma na dianteira e outra na traseira) para carregamento de celulares e luzes de neblina dianteiras e traseiras.

A versão mais cara sai por R$ 87.990 e traz, além do pacotaço da configuração de entrada, itens como câmera frontal, câmera 360º, câmera de ré, rebatimento elétrico dos retrovisores, luzes diurnas de LED, rack no teto, volante revestido de tecido sintético, piloto automático e central multimídia com tela de 8 polegadas com espelhamento da tela de smartphones via Mirror Link (não tem Android Auto ou Apple Car Play).

Entre os pontos positivos, estão o bom rendimento do motor, espaço interno e conectividade. O multimídia traz sistemas IOS e Android para emparelhamento e tem uma conjunto de câmeras auxiliares. O SUV é família e pode transportar tranquilamente quatro pessoas, além do motorista e malas no porta-malas. Entre as desconfianças do mercado, paira no ar o momento da JAC Motors. Não resta dúvida que houve uma evolução das marcas chinesas na produção dos carros. Porém, ainda há uma desvalorização excessiva e, no mercado, um carro chinês com três anos de uso tem uma perda de quase 40% no preço da revenda. A JAC Motors reforça seu plano de garantias, o maior prazo oferecido (são seis anos de garantia de fábrica) entre as marcas no Brasil.

O jornalista viajou a convite da JAC Motors

Veja também...

Veja mais
Carregar mais