Jeep Compass Trailhawk bebe na fonte 4×4; Volkswagen Taos surge mais urbano

A briga no segmento de SUV´s tem capítulos novos a partir do ano que vem. A Jeep, marca com 20% das vendas de utilitários urbanos no mercado brasileiro, tem a versão com motor diesel no compacto Renegade e também no Compass. Este é um dos diferenciais da fabricante americana. A Ford lançou recentemente o Territory, mais com pegada moderna e da cidade, e a Volkswagen promoveu a avant-première do SUV médio Taos, que só chega no segundo trimestre de 2021.

Com carimbo de bom de mercado, o Compass faz a festa e tem a configuração Trailhawk como a mais atrativa para o mundo meio urbano meio offroad. Fabricado no complexo FCA em Goiana, Pernambuco, o SUV médio da Jeep vem equipado com um conjunto mecânico ajustado, usando o motor 2.0 turbodiesel, de 170 cavalos, câmbio automático de 9 velocidades e a tão desejada tração integral 4×4 com modos de condução e de terreno por botão instalado no console central.

O visual do Compass Trailwawk já mostra que o SUV da Jeep quer sim misturar o urbano e o todo-terreno. Tem plotagem no capô e traz ganchos de fixação para o auxílio em situação de atoleiros, por exemplo. O Compass vem com suspensão mais elevada e reforçada, protetores na parte inferior do carro, além de rodas com pneus All Terrain e muita vontade e disposição para as trilhas.

 

No mercado há modelos como o mais tecnológico Peugeot 3008 e o moderno Chevrolet Equinox. Mas nenhum deles tem motor a diesel, um dos diferenciais do Compass. A Jeep também não fica atrás e incui equipamentos bem interessantes como sistema de som premium Beats com oito alto-falantes, subwoofer e 506 watts de potência. O Compass traz ainda sistema de alerta de colisão frontal, frenagem automática de emergência, controle de cruzeiro adaptativo, além de aviso de mudança de faixa, farol alto automático e porta-malas com acionamento elétrico.

A Jeep mostra que o Compass não é só um SUV lameiro. O modelo sai de fábrica com aiirbags dianteiros, laterais, de cortina e para os joelhos do motorista. Há sistema de freio a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, assistente de partida em rampas, controle de descidas, controle eletrônico de estabilidade e de tração, controle eletrônico anti capotamento e controle de estabilidade para trailer. É um carro seguro e mostra que a preocupação é com o bem-estar de todos.

Mas o sistema de segurança traz agregados como faróis em xênon, monitoramento de ponto cego, faróis e lanterna de neblina, luzes de condução diurna, alarme Isofix para fixação de cadeirinhas infantis no banco traseiro, Panic Break Assist, monitoramento da pressão dos pneus, entre outros. Mas nem só de segurança vive o amante do offroad.

A Jeep oferece ainda conforto e equipa o Compass com ar-condicionado automático digital de duas zonas, direção elétrica, vidros elétricos nas quatro portas com one touch, travas elétricas nas portas e porta-malas, retrovisores externos com ajuste e rebatimento elétricos, volante ajustável em altura e profundidade, banco do motorista regulável em altura, banco do passageiro rebatível, banco traseiro bipartido 60/40 e rebatível, retrovisor interno eletrocrômico, sensor de chuva, sensor de estacionamento traseiro, piloto automático com limitador de velocidade, chave presencial Keyless Enter‘N’Go, faróis com acendimento automático, apoia-braço central com porta-objetos, tampa do porta-malas com abertura elétrica, entre outros.

O pacote visual do Compassa Trailhawk tem ganchos de reboque vermelhos (dois na frente e um atrás), friso em cinza acetinado por toda a extensão das janelas do carro, teto pintado em preto, rack de teto em cinza acetinado, rodas de liga-leve de 17 polegadas com pneus 225/60 All Terrain, revestimento externo nas colunas das portas, badge na coluna “A” e capa dos retrovisores em cinza acetinado, entre outros.

A brincadeira para quem deseja colocar o Compass na lama deve ser leve e moderada. Mesmo com tração 4×4 e preparada para todo tipo de terreno, é bom lembrar que modelos offroad ganham geralmente um sistema de suspensão mais alto e pneus maiores e lameiros. A Jeep deixa o Compass preparado com seletor Select-Terrain para cinco tipos de terreno. Mas veja bem que há também sistema de estacionamento semiautônomo Park Assist. Ai mostra que o Compass Trailhawk é um SUV mais urbano.

A central multimídia com tela sensível ao toque de 8,4 polegadas usa Android Auto ou Apple CarPlay e tem ainda Bluetooth, entrada USB e comandos de voz. Há câmera de ré, painel de instrumentos com tela TFT de sete polegadas, computador de bordo (distância, consumo médio, consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso), além de sistema start/stop de desligamento e acionamento automático do motor, partida remota do motor pela chave, entre outros.

O porta-malas do Compass é de 410 litros, podendo ter os bancos rebatidos e chegar a 1.191 litros. A Jeep cobra R$ 182 mil e oferece três anos de garantia. É valor salgado mas todos os rivais estão na mesma faixa de preço, sem oferecer o motor diesel.

 

 

 

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais