Jetta 2019 chega em duas versões

O Corolla é o sedã médio a ser batido no mercado brasileiro. Na briga, está o Honda Civic, que perdeu espaço após sua última reestilização no Brasil. A Volkswagen entra nesta briga e lançou o novo Jetta. Feito na plataforma MQB da montadora alemã, o Jetta 2019 compartilha soluções do Polo, Golf, Virtus e Tiguan, todos modelos reestilizados com pacote de tecnologia e uma baita kit de equipamentos.

O Jetta está em sua sétima geração e chega direto do México para estacionar na garagem de quem deseja um sedã médio mais moderno. A Volks oferece duas versões de acabamento: Comfortline 250 TSI (R$ 109.990) e R-Line 250 TSI (R$ 119.990). O motor 1.4 TSI flex gera bons 150 cavalos com auxílio da transmissão automática de seis velocidades. O carro tem velocidade controlada em 210 km/hora

O público de sedã é dos mais exigentes e a Volks inclui itens como rodas de liga leve de 17 polegadas, ar-condicionado de duas zonas, sensores de estacionamento na parte frontal e na traseira também, além de seis airbags, sistema star/stop, luzes diurnas de Led, assistente de luz para farol alto e controlador adaptativo de distância e velocidade e função de frenagem de emergência.

O Jetta R-Line é o topo da linha e chega de fábrica com assistentes de condução como o piloto automático adaptativo, alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência, faróis de LED com comutação automática para o facho alto. Seu painel de instrumentos digital vem com tela de 10,25”, iluminação ambiente da cabine com 10 opções de cores e a possibilidade de ajuste do modo de condução do veículo. Há ainda assistente de estacionamento, alerta de ponto cego e banco do motorista com regulagem elétrica.

O carro é bem espaço e aproveita bem a plataforma com 4,70 metros de comprimento e 2,68 metros de entre-eixos. A nova geração do Jetta entrega um porta-malas de 510 litros, tamanho suficiente para tarnsportar malas e objetos de quatro adultos.

 

 

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais