Motos Street são 50% do mercado

O setor de venda e produção de carros e motos voltou a crescer no Brasil. O mercado de motocicletas está em expansão e houve um avanço de quase 20% na produção de motocicletas entre os meses de janeiro e julho de 2018. O balanço da Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, – indica que a produção de motos chegou a 590.961 motos nos primeiros sete meses deste ano, uma alta de 19,3% sobre o mesmo período do ano passado (495.232 unidades).

Somente em julho, de acordo com a Abraciclo, foram produzidas 96.277 unidades, o que representa um avanço de 34,7% sobre o mesmo período do ano passado (71.482 unidades). Em relação ao mês de junho (50.118 unidades), o aumento é ainda mais expressivo: 92,1%. A entidade projeta um ano com crescimento, passando de 935 mil para 980 mil unidades produzidas. Pela previsão inicial a produção cresceria 5,9%.

Na análise de vendas para o atacado – motocicletas destinadas às concessionárias – foi verificado um aumento de 36,9% em julho (88.773) na comparação com o mesmo mês do ano passado (64.830 unidades). Em relação a junho (50.833 unidades) a alta foi de 74,6%. Já no acumulado de janeiro a julho, foram vendidas 540.084 unidades, correspondendo a um aumento de 15,6% sobre igual período de 2017 (467.143 unidades).

Hoje, a categoria que mais comercializou motos em julho foi a de motos do segmento street, que aparece no topo do ranking com 51,2% de participação (45.482 unidades). A de motos Trail está em segundo lugar, com 19,8% (17.548) de participação no mercado brasileiro, seguida do segmento de Motoneta, com 15,3% (13.571). Na sequência, vieram Scooter, com 7,2% (6.419), e Naked, com 2,2% (1.927 unidades).

A Abraciclo adianta ainda que, com base nos dados do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), as vendas no varejo totalizaram 76.226 unidades em julho, representando uma alta de 8,4% sobre o mesmo mês de 2017 (70.320 unidades). Na comparação com junho (74.069 unidades) o crescimento foi de 2,9%. Já no acumulado dos sete meses as vendas no varejo cresceram 7,1%, sendo 532.955 neste ano e 497.518 unidades no ano passado.

A média diária de vendas em julho ficou em 3.465 unidades, com 22 dias úteis, correspondendo a uma alta de 3,5% sobre o mesmo mês do ano passado (3.349 unidades), que teve 21 dias úteis. Na comparação com junho houve recuo de 1,8% (3.527 unidades).

Veja também...

Veja mais
Carregar mais