Paris enaltece os carros de rua também

O Mondial L´Automobile, o tradicional Salão de Paris, empurrou a indústria automotiva para o futuro. Mas, o futuro já é agora na edição da feira francesa. Na maioria dos estandes, concept-cars e tecnologias mais limpas foram expostas para mostrar que as fabricantes de veículos estão bem conectadas com as soluções para o futuro.

Se antes os esportivos eram beberrões e com motores de altas emissões de CO². Hoje, os bólidos são velozes e “amigos” do meio ambiente. A Ferrari, por exemplo, apresentou o esportivo La Aperta com motor V12 6.2, de 800 cavalos, e outro elétrico de potência de 163 cv, totalizando no combinado 963 cavalos e 91,8 kgfm de torque. Usando uma mecânica híbrica, a Ferrari Aperta chega aos 100 km/h em três segundos. Aos 200 km/h, precisa apenas de 71, segundos. Se for para atingir os 300 km/h, o esportivo faz em 15 segundos. O preço é exorbitante também: são R$ 12,6 milhões para estacionar o carrão na garagem.

O boletim Autos e Motos TV traz um segundo programa especial sobre os carros mais pé no chão do Salão de Paris 2016. A feira valoriza também os carros de rua. Confira a picape Alaskan, da Renault, e o crossover remodelado Q5, da alemã Audi.

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais