Placa Mercosul custa entre R$ 195 e R$ 240 na BA

Quando os veículos baianos circulavam somente com a placa cinza, o cidadão levava três horas, em média, para concluir o processo de emplacamento no Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Atualmente, com a obrigatoriedade da placa Mercosul para veículos novos e, no caso de transferência, o tempo do serviço foi reduzido para uma hora e meia.

Para realizar o primeiro emplacamento, é preciso pagar a taxa de R$ 221,95 e solicitar a placa Mercosul, que vem com QR Code para rastreabilidade, em uma das empresas credenciadas ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Os preços variam entre R$ 195 e R$ 240. Quatro fabricantes da matéria prima e 100 estampadores estão aptos a operar na Bahia. Em seguida, a pessoa pode fazer a instalação da identificação do veículo no Detran ou por conta própria, já que o novo modelo não tem o lacre usado na placa cinza.

No caso de transferência de propriedade, a taxa custa R$ 208,40 e o veículo precisa passar por uma vistoria. No Detran, a avaliação eletrônica custa R$ 104,20 (carro) e R$ 72,94 (moto), enquanto nas empresas privadas o valor varia entre R$ 160 e R$ 180 para qualquer tipo de veículo.

São Paulo adota a partir de fevereiro deste ano. Apesar do projeto ser nacional, a responsabilidade do emplacamento é estadual. Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro são os estados que já adotam o novo sistema.

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais