Recall serve para corrigir defeitos

O aumento de recalls indica que as montadoras estão mais atentos aos direitos da população e a questões de segurança do veículo no Brasil. Por isso, fique atento aos chamados de recall

Vender carro é fácil; difícil é manter o cliente satisfeito e dentro da marca. Esta é uma máxima dos vendedores e consultores de revendas e concessionárias de automóveis em todo o Brasil. Nos últimos dois anos, o excesso de recall tem mostrado que as montadoras estão atentas aos vícios e riscos de erro no processo de fabricação da linha de produção dos veículos.

recall é a convocação obrigatória por fabricantes para que um produto passe pela correção de um defeito que pode oferecer risco à saúde e à segurança de clientes. Trata-se de uma regra prevista no Código de Defesa do Consumidor.

Renault Kwid. Foto: Rodolfo Buhrer / La Imagem / Renault

Assim, as fabricantes de veículos têm feito, antecipadamente, os chamados para a verificação e troca de peças defeituosas, principalmente as que fazem parte dos sistemas de segurança, como airbags, freios, direção e outros componentes. Emerson Feliciano, superintendente do CESVI BRASIL/MAPFRE (Centro de Experimentação e Segurança Viária da MAPFRE, reforça que, “no universo automobilístico, esses chamados também acontecem uma vez que qualquer falha mecânica, eletrônica ou de montagem no veículo pode em algumas situações colocar em risco a proteção, integridade ou segurança de passageiros”.

Este ano, marcas como a Ducati e a Kawasaki já fizeram convocações para a verificação de possíveis problemas em componentes de suas motocicletas. A lei prevê que o serviço deve ser gratuito, uma vez que é de responsabilidade da montadora reparar os defeitos de fabricação identificados. “Numa situação de recall, o proprietário está amparado pelo Código de Defesa do Consumidor. Apesar de não haver prazo determinado para o conserto, o ideal é fazê-lo o quanto antes para diminuir a possibilidade de acidentes. “É imprescindível que os proprietários de carros atendam ao recall e procurem uma concessionária”, alerta Feliciano.

O aumento de recalls indica que as montadoras estão mais atentos aos direitos da população e a questões de segurança do veículo. Por isso, fique atento aos chamados de recall. O proprietário pode acessar o portal do Ministério da Justiça (http://portal.mj.gov.br/recall/), que lista todos os recalls realizados, além de especificar os defeitos e o que eles podem provocar.

Quem comprou um carro usado e quer saber se um defeito de fábrica foi corrigido pode acessar o Portal de Serviços do Denatran (https://portalservicos.denatran.serpro.gov.br/), fazer um cadastro e informar o chassi do carro.

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais