S10 corre atrás da lider Hilux

S10 corre atrás da lider Hilux

A S10 2018 vem agora com o motor 2.5 flex, de 206 cavalos e torque máximo de 27,3 kgfm, auxiliado pelo sistema de injeção direta de combustível e transmissão automática de seis velocidades com tecnologia Clutch to Clutch

413
0
COMPARTILHAR

Por Roberto Nunes, em Campinas

A S10 já foi a grande líder no Brasil. Este ano, a rival Hilux está à frente. Mas se depender da Chevrolet, a picape S10 volta ao trono do segmento até o final deste ano. A marca americana apresentou a versão 2018 com o motor flex e a transmissão automática. Com a gama completa, a S10 oferece as configurações LT e a topo da gama LTZ, com direção elétrica progressiva inteligente, alerta de colisão frontal, alerta de saída de faixa, assistente de rampa, controle eletrônico de estabilidade e tração, faróis e lanternas com LED, banco do motorista com ajustes elétricos, telemática avançada OnStar Exclusive e multimídia MyLink com Android Auto e Apple Car Play.

Seu motor 2.5 flex gera 206 cavalos de potência

Seu motor 2.5 flex gera 206 cavalos de potência

A picape S10 vem agora com o motor 2.5 flex, de 206 cavalos e torque máximo de 27,3 kgfm, auxiliado pelo sistema de injeção direta de combustível e transmissão automática de seis velocidades com tecnologia Clutch to Clutch, que permite menos trancos e suavidade nas trocas rápidas das marchas.

De todas, é a mais conectado. Entre as picapes, é a que tem pegada ao estilo USA, seguindo os passos da Ford Ranger. No finzinho de maio, as revendas de todo o Brasil já estarão abastecidas com a S10 flex 2018 com câmbio automático, que tem preço a partir de R$ 107.990, na configuração S10 2.5 flex A/T LT 4×2. Mas há ainda as versões S10 2.5 flex A/T LT 4×4, que sai por R$ 116.990; S10 2.5 flex A/T LTZ 4×2, custando a partir de R$ 122.990; e a mais cara S10 2.5 flex A/T LTZ 4×4, saindo por R$ 129.990.

Dados da Fenabrave indicam que a briga de picapes será das mais valentes ao longo de 2017. A Hilux fechou o primeiro trimestre com 7.406 unidades. Já a S10 ficou com 5.878 unidades, e isso sem a opção com motor flex no mercado brasileiro.

cq5dam.web.1280.1280 (5)

Novidade

A chegada ao mercado da versão flex com câmbio automático só eleva a opção para o picapeiro. Na prática, boa parte dos consumidores tem optado pelo conforto da transmissão automática. Assim, a S10 fica mais atraente para quem usa a picape na cidade ou na zona rural.

A picape S10 ganhou ajustes de calibração no propulsor e na transmissão também. A engenharia da GM do Brasil optou por usar no modelo flex o mesmo hardware da configuração a diesel. Mas fez mudanças na programação do módulo de controle da transmissão (TCM), garantindo uma maior robustez dos componentes. A transmissão de seis velocidades é a mesma mas recebeu um alongamento da relação do diferencial. Assim, garante melhor consumo e reduz as rotações do motor.

A tecnologia Clutch to Clutch funciona como uma sistema de dupla embreagem pela sua velocidade de resposta. A S10 flex automática tem ainda o Electronic Capacity Clutch Control, onde uma embreagem dentro do conversor de torque maximiza a capacidade de acoplamento do conjunto e, consequentemente, a transferência de força do motor para as rodas. A Chevrolet mexeu também no mapa de aceleração, herdado da picape norte-americana Chevrolet Colorado. Este conceito nunca havia sido antes aplicado em um veículo utilitário da marca no país. Sua suspensão está reforçada como também os coxins – maior rigidez alterada para que o nível de vibração do carro também fosse otimizado.

cq5dam.web.1280.1280 (6)

Test drive

AUTOS E MOTOS andou na versão mais cara, a LTZ, entre as cidades de Campinas e Itatiba. Na fazenda Dona Carolina, a Chevrolet montou seu QG para testar todas as qualidades da picape com tração 4×4 nos trechos mais acidentados e até em uma vala de lama.

A S10 2018 tem visual de picape de verdade. Frente mais robusta e caçamba para transportar peso de sobra. Sua cabine dupla é espaçoso e leva cinco ocupantes com conforto. A picape da Chevrolet tem partida remota com acionamento do ar-condicionado digital, assistente de partida em rampa e acendimento automático dos faróis em sua versão mais cara LTZ. Sistemas como controle de descenso, sensor de chuva, assistente de permanência em faixa e alerta de colisão são ofertados também. Assim, a picape ficou ainda mais segurança em leves desconcentrações do motorista em estradas com faixas na pista. Além disso, a S10 tem controle de tração e de estabilidade de série nas suas configurações.

A picape tem também bancos com material que imita couro, volante multifuncional, câmera de ré, sensor de estacionamento dianteiro, luzes diurnas de led, central multimídia com tela de oito polegadas e GPS integrado, sistema OnStar, rack de teto e rodas de liga leve aro de 18 polegadas.

O jornalista viajou a convite da Chevrolet do Brasil

COMPARTILHAR
Artigo anteriorup! 2018 tem visual europeu
Próximo artigoKa Trail fica só no visual aventureiro
O site AUTOS&MOTOS reúne a opinião e a produção de textos do jornalista automotivo Roberto Nunes. Mande suas sugestões e críticas para o e-mail mr.robertonunes@autosemotos.com Acompanhe as redes sociais pelo instagram - @autosemotostv ou @ nunes_roberto - e pelo twitter - @autosemotostv e @nunesautobrasil. Siga a fanpage do Autos&Motos no facebook. Inscreve-ase no canal do YouTube www.youtube.com/autosemotostv

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA