Tecnologia: Carro bem mais conectado

Mauro de Souza Paraíso

Não é novidade que os veículos de passageiros ou comerciais são os produtos mais complexos produzidos em larga escala. Unir milhares de peças, centenas ou até milhares de vezes por dia, faz a rotina de uma montadora ser repleta de adrenalina – e muita técnica. Cada peça precisa ser produzida em atendimento a uma série de requisitos, seja na cadeia de fornecedores ou na própria montadora.

Existem especificações de material, dimensão e tratamento superficial, entre tantas outras, durante um processo de produção, que precisa ser totalmente estável, com diversas etapas de controle que garantam a qualidade e a rastreabilidade dos produtos. Tais peças devem ser entregues em condições de limpeza no momento certo da linha de montagem ou do processo de união planejado.

Enquanto um iPhone X é vendido a cerca de R$ 35 mil/kg, o mercado paga em torno de R$ 50/kg para um caminhão extrapesado e R$ 20/kg para um veículo de modelo mais popular. Portanto, as montadoras têm de ser muito eficientes no uso que fazem dos materiais quando desenvolvem os seus produtos. Essa necessidade de eficiência deve estar aliada às demais responsabilidades, como segurança, durabilidade, eficiência energética e eliminação de materiais prejudiciais à saúde humana.

A indústria ainda tem um desafio adicional: conciliar as especificações globais com os materiais e os processos disponíveis no mercado brasileiro e, se for o caso, gerar condições para a disponibilidade dos mesmos no Brasil, uma vez que a importação extensiva leva a um risco cambial e logístico muito alto para quem trabalha com uma margem estreita entre o custo de produção e o preço de mercado.

Profissionais envolvidos com tais desafios irão discutir esses e outros assuntos no 11º Simpósio SAE BRASIL de Novos Materiais e Aplicações na Mobilidade. Com extensa programação de palestras, debates e cursos técnicos, o encontro reunirá especialistas de montadoras, sistemistas, autopeças e fornecedores de matérias-primas dias 5 e 6 de junho, no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), em São Paulo.

* Mauro de Souza Paraíso é gerente de Engenharia de Materiais da Mercedes Benz do Brasil e chairperson do 11º Simpósio SAE BRASIL de Novos Materiais e Aplicações na Mobilidade

Veja também...

Veja mais
Carregar mais