COMPARTILHAR

 

 

A preservação do meio ambiente é um compromisso de todos os cidadãos. Mas há empresas que se destacam nas ações ambientais no Brasil. A japonesa Toyota é um destes bons exemplos de que é possível produzir carros e, ao mesmo tempo, preservar o meio ambiente com veículos ecologicamente corretos (híbridos, elétricos e de célula de hidrogênio) e apoio de projetos sustentáveis.

A Fundação Toyota do Brasil conquistou o prêmio Top de Sustentabilidade da ADVB 2017 pelo destaque de sua atuação em desenvolvimento sustentável nos últimos 8 anos. No total, 12 empresas que estimulam o desenvolvimento sustentável da sociedade foram homenageadas.

aara.jpeg

A Toyota se destacou no apoio de projetos que promovem o bem-estar social como parte da estratégia de desenvolvimento de seus negócios e ações ambientais e sustentáveis. Um dos projetos é o da preservação da Arara Azul na região do Mato Grosso do Sul. Animal na lista de extinção, a arara azul está sendo preservada graça ao apoio da Toyota, que desenvolve ações de apoio e proteção do bioma pantaneiro no Mato Grosso do Sul, desde 1989. Em 2009, reforçou ainda mais a sua participação por meio da Fundação Toyota do Brasil. E em 2014, a espécie saiu da lista de animais ameaçados de extinção, de acordo com documento realizado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e apresentado pelo Ministério do Meio Ambiente.

No litoral nordestino, a fabricante japonesa tem ações também junto ao bioma brasileiro mais devastado, a Mata Atlântica. Em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica e o ICMBio, o projeto Toyota APA Costa dos Corais preserva o habitat e os ecossistemas associados ao peixe-boi marinho – mamífero aquático mais ameaçado do Brasil –, com desenvolvimento de negócios sustentáveis ligados à pesca e ao turismo responsáveis dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais, um dos ambientes recifais mais importantes do mundo.

Constituída para ser o braço social da montadora, a Fundação Toyota do Brasil foi instituída em 2009 com o objetivo de focar em ações de conservação ambiental e formação de cidadãos.

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA