Toyota paralisa produção do Corolla

A Toyota paralisou nesta segunda-feira a produção do Corolla na fábrica de Indaiatuba, em São Paulo. A suspensão temporária irá ocorrer em mais dois dias em maio para ajustar a produção de veículos, em decorrência dos problemas causados depois do terremoto seguido de tsunami em março passado

A Toyota Mercosul anunciou a paralisação da produção do sedã Corolla por três dias no Brasil. A fábrica de Indaiatuba, em São Paulo, deixou de produzir 303 unidades do Corolla 2012 nesta segunda-feira e voltará a suspender por mais dois dias em maio (6 e 20) a fabricação do veículo no Brasil.

A decisão foi tomada por causa do terremoto e tsunami que afetaram o país em 11 de março de 2011, causando suspensão da produção de veículos e de peças enviadas para diversos mercados no mundo, inclusive o Brasil.

Além da fábrica brasileira, a unidade em Zárate, na Argentina, também vai ter sua produção paralisada nos dias 13, 20 e 27 de maio de 2011.

O comunicado informa que o procedimento serve para ajustar temporariamente sua produção nas plantas de Indaiatuba (Brasil) e Zárate (Argentina). Em Indaiatuba, onde produz o sedã médio Corolla, a empresa vai interromper a produção por mais dois dias (6 e 20 de maio). Na planta de Zárate, onde produz a picape Hilux e o utilitário esportivo SW4, o segundo turno será suspenso por três dias, em 13, 20 e 27 de maio de 2011.

O ajuste, de acordo com o comunicado da Toyota Mercosul, não afetará o nível de emprego nas fábricas. Atualmente, a Toyota emprega mais de 7.100 pessoas nos dois países. Ao mesmo tempo, diz o comunicado, a construção da nova fábrica da Toyota do Brasil, em Sorocaba (SP), bem como a ampliação da capacidade produtiva da planta de Zárate da Toyota Argentina não sofrerão alterações em seus cronogramas.

Veja também...

Veja mais
Carregar mais