Volvo renova briga do S60 com sedãs alemães

A Volvo prega segurança. E nos últimos anos tem ofertado tecnologia. A marca sueca avança com o lançamento do novo S60 contra os sedãs alemães. É uma espécie de mensagem: cuidado BMW, Mercedes-Benz e Audi.

O S60 ganhou melhorias no visual e no pacote de suas versões construídas na moderna plataforma modular SPA (Scalable Product Architecture), a mesma dos modelos das séries 90 (XC90 e S90) e 60 (XC60 e V60).

A Volvo oferece as seguintes versões: S60 T4 Momentum – R$ 195.950 e S60 T5 Inscription – R$ 229.950. O S60 está mais longo (+12,6 cm), mais baixo (-5,3 cm) e com distância entre os eixos maior(+9,6 cm) comparado ao seu antecessor.

O sedã premium destaca-se pelo conjunto ótico com o distintivo formato em T – conhecido como Martelo de Thor –, além dos faróis Full LED, o mais avançado sistema de iluminação do segmento. Tem ainda iluminação de LED programada para evitar o ofuscamento da visão de outros motoristas que vêm em sentido contrário ou que estejam à frente no mesmo sentido ao mudar automaticamente entre um feixe de luz focado ou desfocado dos carros. Há também nivelamento automático do facho do farol de acordo com o número de ocupantes e o carregamento do veículo, além de luz DRL com acendimento automático, que contribui para a visualização do modelo, mesmo em dias muito claros. Os faróis contam, ainda, com a tecnologia Automatic Bending Lights (ABL), quedireciona os faróis automaticamente em até 30º para os lados, facilitando ainda mais a visão nas curvas.

A Volvo equipa o sedã S60 com botão de seleção de conduçao posicionado entre os bancos dianteiros. Há as opções Eco: privilegia economia de combustível, Comfort: prioriza suavidade no uso diário, Dynamic: para uma condução mais esportiva e Individual: customiza a configuração.

É ofetado nas versões híbridas plug-in T8 (R-Design e Polestar) com outros quatro modos de condução, que se adequam praticamente a qualquer condição; PURE: condução econômica para uso urbano
Este modo prioriza o motor elétrico. Como resultado, apresenta uma condução silenciosa, sem consumir combustível e com zero emissão de poluentes. Com a bateria totalmente carregada, a autonomia do veículo pode atingir até 40 km, dependendo das condições de uso, mas ainda assim cobrindo o uso diário da maioria das pessoas;  HYBRID: uso cotidiano. É o modo padrão do modelo, programado para utilizar ambos os motores e entregar a melhor relação entre performance e consumo de combustível;  POWER: condução esportiva. O foco deste modo de condução é a performance. Novos parâmetros de direção, trocas de marchas, respostas do acelerador e freios são ajustados para obter a melhor resposta para uma condução esportiva; e  AWD (All Wheel Drive): para tração permanente conforme demanda específica.

O sedã tem visual esportivo e traz pacote cheio de equipamentos. Um deles é o inovador City Safety, um sistema de frenagem automática para evitar ou mitigar colisões com outros veículos, pedestres, ciclistas e animais de grande porte, tanto de dia quanto a noite. Tem ainda de série sistema de alerta de mudança de faixa – emite um alerta sonoro e esterça o volante automaticamente evitando possível acidente entre 65 km/h até 200 km/h –, sistema de proteção em saída de estrada, sistemas de proteção contra impactos laterais e lesões na coluna cervical,alerta de colisão frontal e sistema de monitoramento de pressão dos pneus.

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais