Civic Si empolga pelo visual cupê e vontade de “andar”

Por Roberto Nunes, Praia do Forte

 

A japonesa Honda garante a esportividade com o Civic Si. Produzido como parte do projeto do sedã Civic, o Si esbanja visual agressivo na carroceria cupê de duas portas. Sob o capô, o Civic Si vem equipado com o eficiente motor 1.5 turbo, de injeção direta de gasolina e 208 cavalos de potência, auxiliado pelo câmbio manual de seis marchas, de engates curtos e bem precisos.
É tão bom rodar em um veículo que transmite desejos e olhares de admiração por parte de motoristas no trânsito. Custando na faixa dos R$ 180 mil no Brasil, o Si é para poucos. A exclusividade do Civic Si vem em versão única cupê de duas portas de visual com melhorias no para-choque dianteiro e novas rodas. Os aros mantém as 18 polegadas, mas têm desenho novo e ganharam acabamento preto fosco.
Se é para empolgar, a Honda caprichou na traseira com um caimento de teto justamente da coluna B para C, do meio do veículo até a região do porta-malas.
Sentar no banco do motorista é realmente um privilégio.
A Honda deixa qualquer amante da velocidade bem empolgado. Para um carro de rua e com motor “pequeno”, o Si é “redondinho”. A fabricante oferece até o “Active Sound Control”, um sistema que simula um ronco mais encorpado para a cabine por meio do som do carro. A vontade-extra é ativada no modo Sport.
O Si vem ainda com faróis de LED e teto solar elétrico, além de ar-condicionado automático de duas zonas e central multimídia. Os bancos são de tecidos e especiais do Si, com abas laterais mais pronunciadas e faixas vermelhas na seção central. Há um multimídia conectado e entrada para carregamento do smartphone, além de sistema por indução.
Se é para empolgar, a Honda indica um test drive. Por ser um carro de duas portas e com centro de gravidade mais baixo, o Civic Si incomoda apenas para quem vai no carona no banco traseiro. Depois que entra todos percebem que o espaço é generoso na traseira.
Com tração dianteira, o Civic Si tem força de 26,5kgfm já nos 2.100 giros. Anda muito bem após a terceira marcha e oferece segurança e precisão com sua direção elétrica e progressiva. Entre os mimos, a Honda entrega freio eletrônico de estacionamento, pedais em alumínio, assistência por voz nos sistemas do carro e desligamento dos faróis após 15 segundos.
O sedã de linhagem esportiva da Honda tem chave presencial, partida por botão e um pacote de segurança que inclui até o lane watch, sistema com câmera localizada no retrovisor do carona para auxiliar as manobras para entrar a direita.
No Brasil, o Civic Si praticamente vive sozinho neste nicho de sedãs com visual cupê. É um carro de nicho e para os fins de semana, podendo ser útil também no dia a dia. É um veículo para motorista e mais três pessoas, com bom espaço de 334 litros no porta-malas.

 

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais