Fiat apresenta nova Strada; picape chega só no segundo semestre

A Fiat soltou informações da nova picape Strada, que seria lançada oficialmente justamente hoje e teve apresentação adiada por causa das restrições da crise do Coronavírus, o Covid-19.

A picape chegará no segundo semestre em três versões: a topo da gama é a Volcano com motor Firefly 1.3 flex, 109 cv, com etanol, sempre com cabine dupla e opção de câmbio automático. A Freedom, intermediária, também com o propulsor Firefly, tem a opção de cabine simples e dupla, e câmbio apenas manual. A de entrada é a Strada Endurance com motor Fire 1.4, de 88 cv, com etanol e cabines simples e dupla e câmbio manual de cinco velocidades. Uma versão do modelo antigo segue em oferta, até o próximo ano, a Working, cabine simples e motor 1.4.

Realmente, a Fiat bebeu na fonte da Toro. Não será à toa que a nova Strada pode ser apelidada de MiniToro. Não é somente no visual que a picape comercial da fabricante italiana tem lá suas semelhanças. Herdou também as versões. Da mais equipada Volcano, passando pela Endurance e chegando na de entrada Freedom. O bom é que agora a nova Strada vem sim com direção elétrica. Na configuração mais cara, a Volcano, a Strada vem equipada com o motor 1.3 Firefly, mais moderno. Esqueça assim o antigo motor 1.8 16V, de 132/130 cv e 18,8/18,4 kgfm. A Volcano tem 1.102 kg e é ofertado na carroceria de quatro portas.

A nova Strada tem capacidade de carga de 650 kg para a cabine dupla e 720 kg para a cabine simples. Seu volume é de 844 litros na CS e 1.354 litros na CD. Já o comprimento do caçamba é de 1,71 metro na simples e 1,17 m na dupla. A Fiat equipa a versão Volcano com tela capacitiva de 7″, com conexões Apple Carplay e Android Auto via Bluetooth. Há ainda faróis de LED, bancos com revestimento misto de tecido e couro, central multimídia com tela de 7″, duas entradas USB, além de câmera de ré, sensor de estacionamento, volante revestido em couro, capota marítima, rack de teto, santantônio e rodas de liga-leve aro 15″ com pneus de uso misto.

A Fiat pode cobrar até R$ 85 mil, já que este valor está próximo ao do modelo de entrada da Toro.

 

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais