RAM 3500 deve ser a próxima picape em solo brasileiro a partir de novembro

O segmento de picapes está em alta no mercado brasileiro. Por aqui há opções de picapes leves, médias e as grandalhonas. A RAM, marca do Grupo Stellantis, renova seus ares e aposta no bom momento do agronegócio para valorizar suas picapes em solo nacional. Hoje oferece apenas dois modelos mas tudo indica que trará a grandalhona 3500 para ocupar mais espaço no segmento de picapes no Brasil.

Em evento online “Ram – Behind the Power” executivos da marca destacaram suas ações de mercado e soltaram uma imagem indicando os próximos caminhos da RAM no país. A silhueta dos faróis indica que a 3500 chega em breve por aqui. E deve ser no fim deste ano – no mês de novembro.

De acordo com dados da RAM, com apenas dois produtos, a recém-lançada Ram 1500 e a consagrada Ram 2500 (vendida oficialmente no país desde 2005), a marca está a caminho de dobrar o total de emplacamentos pelo segundo ano consecutivo. De janeiro a julho foram 2.026 unidades – 1.646 da Ram 2500 e 380 da 1500, cujas entregas começaram no final de abril. A previsão é de fechar 2021 com cerca de 3.000 picapes comercializadas. No ano anterior, que havia sido recorde, registraram-se 1.475 exemplares.

A Ram também está acelerando fortemente no segmento premium. A versão 3500 Dually pode ser a escolhida para o Brasil. A super picape tem rodado duplo na traseira (quatro rodas em dois pares) e utiliza motor Cummins 6.7 turbo diesel de 6 cilindros em linha, de 420 cavalos e absurdos 148,6 kgfm de torque. Na Ram 2500, o motor 6.7 tem 365 cv de potência e 1.085 Nm de torque. É um caminhão.

Veja também...

Veja mais
Carregar mais