Pesados

Volkswagen faz entrega de caminhões e ônibus em outros países

Escrito por Roberto Nunes

A Volkswagen Caminhões e Ônibus acaba de entregar novas unidades para operações vocacionais em outros países da América Latina. O objetivo é atender ao cliente sob medida e avançar ainda mais em seu plano de internacionalização com essas exportações.

Na primeira negociação, a montadora entregou 12 caminhões VW Constellation 26.280 6×4 para a Costa Rica. Esses veículos, destinados para a coleta de lixo, foram fornecidos ao cliente Rabsa por meio do importador Eurobus, reforçando a frota local e a parceria entre os dois países. O modelo, que é ideal para o segmento, oferece robustez, conforto e tecnologia necessária para o trajeto urbano.

 

 

Na segunda exportação, a montadora, através do importador Hansa e cooperação da câmara Alemã, efetuou a venda de dois VW Constellation 17.320 4×2 para a Bolívia. Cada caminhão recebeu a instalação de um furgão frigorífico para utilização no transporte de materiais, medicamentos e vacinas. Este modelo é ideal tanto para pequenos produtores quanto para grandes empresas do país, que desempenha um papel fundamental no plano de internacionalização da montadora e conta com aproximadamente 3.000 caminhões e ônibus VW importados.

 

 

 

“Seguimos fortes no nosso plano de internacionalização e os números se mantém satisfatórios. O envio destes novos modelos para Costa Rica e Bolívia só reforça o poder da VWCO pelo mundo afora, replicando o modelo de sucesso que temos no Brasil e entregando veículos sob medida para diversos clientes e segmentos”, celebra Alberto Borges, supervisor de Vendas Internacionais da Volkswagen Caminhões e Ônibus.

 

 

 

Primeiro e-Delivery na Argentina

 

No mês de setembro, a Volkswagen Caminhões e Ônibus também entregou o primeiro caminhão 100% elétrico da Argentina para a Express Logística, operadora logística da Cervecería y Maltería Quilmes, em evento realizado no Centro de Distribuição da empresa no Mercado Central, dando mais um passo importante no processo de eletrificação no mercado internacional.

Sobre o Autor

Roberto Nunes

Deixe um comentário