Bahia tem menor preço médio do etanol no Nordeste

Os postos de combustíveis da Região Nordeste apresentaram mais um período de baixa nos preços, revela o levantamento de julho do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). A gasolina recuou 8,5%, e a variação para o combustível ficou em 5%, na comparação entre os Estados. O preço do etanol também ficou 0,5% mais barato em relação à média de junho, comercializado a R$ 3,694. O valor do litro apresenta uma diferença de até 15% nos postos de toda a região.

“O último IPTL destaca que o valor médio da gasolina no Nordeste foi o menor de todo o País, com o litro comercializado a R$ 4,305. O combustível na região chega a ser 12% mais barato que o preço praticado no Norte, onde a média foi de R$ 4,905”, comenta o Diretor-Geral de Frota e Soluções de Mobilidade da Edenred Brasil, Jean-Urbain Hubau (Jurb).

No recorte local, o Ceará registrou a gasolina mais barata, com o litro vendido a R$ 4,497, ante os R$ 4,723 do Piauí. Já a Bahia lidera o ranking do menor preço médio do etanol, com o litro comercializado a R$ 3,359, ante os R$ 3,868 dos postos do Maranhão.

Em Pernambuco, foi encontrado o menor preço médio para o diesel comum e o diesel S-10: R$ 3,633 e R$ 3,602, respectivamente. Já os motoristas de Alagoas chegam a pagar até 7% a mais pelos combustíveis, com a média de R$ 3,815 para o diesel comum e de R$ 3,855 para o S-10.

Os postos de Sergipe registraram a maior baixa no preço médio do diesel S-10 de todo o território nacional, com recuo de 2%, com o litro vendido a R$ 3,734, ante os R$ 3,809 do mês anterior.

A Paraíba, outra vez, liderou o ranking do gás veicular natural (GNV) mais caro da região, com a média de R$ 3,728. Já a gasolina destaca-se pela redução de 2% no Estado, e foi comercializada a R$ 4,512 o litro, ante os R$ 4,61 de junho. No Rio Grande do Norte, a gasolina recuou 1,6%, com o litro vendido a R$ 4,541, e o etanol registrou baixa de 2%, para R$ 3,78.

No contexto nacional, com exceção do diesel comum, foi mais um período de baixa nos postos de todo o País. Em julho, o combustível aumentou 0,5%, com o litro vendido a R$ 3,749. “O reajuste anunciado pela Petrobrás no final do mês deve começar a se refletir nas bombas em agosto. Dessa forma, temos a previsão de mais um avanço no litro do diesel, bem como para os outros combustíveis no próximo período”, completa Jurb.

A gasolina ficou 2% mais barata, com a média de R$ 4,544. Já o etanol (R$ 3,535), com o recuo de 2,2%, destaca-se pela variação de preços, que chega a 24%, quando se compara a média da Região Sudeste (R$ 2,984) com a da Região Norte (R$ 3,927). O GNV recuou 0,14%, comercializado a R$ 3,336, ante os R$ 3,341 do mês anterior.

Veja também...

Veja mais
Carregar mais