Concessionárias de carros voltam a funcionar em Salvador

Após dois meses com os serviços presenciais suspensos, as concessionárias e lojas de veículos em Salvador voltam a funcionar a partir desta quarta-feira, dia 3 de junho, de acordo com decreto municipal assinado pelo prefeito ACM Neto. Por enquanto, o comércio continua fechado nos shoppings centers. Estabelecimentos como teatros, cinemas, clubes esportivos, bares, restaurantes e academias de ginástica continuam com o serviço suspenso na capital baiana como também há uma determinação da interdição de praias e a suspensão de aulas em instituições de ensino até o dia 15 deste mês.

Com ações de venda online, o setor automotivo baiano amargou resultado ruim diante das normas do distanciamento social por conta das restrições do COVID-19. Apenas o serviço de centros automotivos e das oficinas nas revendas estava liberado para o atendimento com agendamento.

O prefeito ACM Neto vem monitorando o avanço da doença entre a população e diariamente apresenta números do coronavírus em Salvador. Em todo o estado da Bahia, já são 701 mortes e 18.898 casos confirmados de Covid-19.

ACM Neto começa o plano de liberação de alguns setores da economia e listou as atividades que entraram na relação para o funcionamento. A partir desta quarta-feira, estão liberados açougues e concessionárias, além de estabelecimentos de comércio e serviço de arquitetura e decoração, lavanderias, lojas de materiais elétricos e de ferragens, clínicas odontológicas e também a realização de obras de construção civil em imóveis habitados.

Regras nas lojas de veículos

Aurivalter Silva Junior, diretor comercial do Grupo GNC, elogiou as normas do protocolo de segurança assinado pelo prefeito de Salvador ACM Neto e afirmou ainda que todas as lojas do Grupo GNC na Bahia irão cumprir rigorosamente as normas com o controle da entrada e da saída de clientes.

“Iremos assegurar que não tenha aglomeração de pessoas no interior dos estabelecimentos e trabalhar para cumprir o protocolo de distanciamento social entre clientes e colaboradores”, destaca o executivo, informando ainda que será obrigatório o uso de máscaras e o fornecimento de álcool em gel para a clientela. Segundo Aurivalter, as lojas podem funcionar das 10h até 16h para o púbico, e todos os colaboradores irão usar máscaras com proteção facial de acrílico.

De acordo com Milton Lemos, da Diamante Car (Avenida Bonocô), os lojistas de carros seminovos estão comprometidos a cumprir todas as normas de segurança. “Passamos por um período complicado. Agora, o cliente deve seguir as determinações para entrar na loja, passando por medição de temperatura e o uso do álcool em gel por todos. Os nossos funcionários irão atender com agendamento e usando máscaras de proteção”, adianta Lemos.

Regras do distanciamento social: 

– Manter isolamento domiciliar para pessoas do grupo de risco;

– Priorizar o teletrabalho ao trabalho presencial, assim como reuniões por teleconferência;

– Manter distância mínima de 1,5m entre qualquer pessoa;

– As estações de trabalho que não atendam ao distanciamento mínimo devem utilizar barreiras físicas entre as pessoas;

– Demarcar no chão as posições de fila e assentos de espera/atendimento, respeitando o distanciamento mínimo;

– Evitar controle de acesso com contato físico, a exemplo de biometria e catracas;

– Limitação de acesso aos elevadores a 30% da capacidade;

– Adotar regimes de escala, revezamento, alteração de jornadas e/ou flexibilização de horários de entrada, saída e almoço, sempre de forma padronizada, assim como revezar horários de utilização de espaços comuns, como refeitórios e vestiários;

– Priorizar o funcionamento com agendamento prévio e serviços online, com entrega em domicílio ou retirada no local;

– Viabilizar atendimento diferenciado para grupos de risco;

– Proibição de prestação de serviços de manobristas;

– Priorizar pagamento via transferência digital ou cartão de crédito e similares;

– Instalar barreira de acrílico no caixa, se possível, e/ou exigir utilização de máscara shield;

– Cobrir meios de pagamento com filme plástico para facilitar higienização após cada uso;

– O uso de máscara facial é obrigatório para todos (funcionários e clientes);

– É obrigação do empregador fornecer EPIs e as máscaras faciais em quantidade adequada para cada trabalhador;

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais