Jeep Compass S tem mais mimos ao ser comparado com Compass Trailhawk diesel

Por Roberto Nunes, em Salvador

 

O Compass enfrenta uma enxurrada de ações dos rivais no mercado brasileiro. A Jeep contra-atacou com melhorias de visual e um inédito motor 1.3 turbloflex para distanciar ainda mais o Compass como o líder do segmento dos SUVś urbanos no país. AUTOS E MOTOS traz agora uma radiografia completa do Compass S, versão que chegou para mostrar as armas que os concorrentes devem enfrentar para tentar chegar perto do topo das vendas no Brasil.

A Jeep reforçou o Compass com o motor moderno T270 1.3 com sistema flex e turbina para render 185 cavalos e 27,5 kg de torque, acoplado ao câmbio automático de seis velocidades, direção elétrica e sistema de injeção direta de combustível para a queima da gasolina ou do etanol. 

Por sinal, a montadora americana começou a produção na fábrica de Goiana (Pernambuco) do Compass 2022 pelo modelo S por reunir o que há de mais interessante no pacote mecânico e nos mimos para agradar quem deseja um SUV para uso urbano com tecnologia embarcada como também para quem roda nas estradas, usando assim o elástico propulsor para ultrapassagens e uma viagem segura.

Cobrando na faixa entre R$ 200 mil e R$ 205 mil, o Compass S turboflex tem mais equipamentos do que o Compass Trailhawk a diesel. Entre os mimos ofertados pela Jeep, está lá o sistema de auxílio ao condutor como o ADAS (advance driver assistance systems) com leitor de faixas, sensor de pontos cegos, sensor de fadiga e detector de mudança involuntária de faixa. É a segurança sendo colocada em prática para cuidar do motorista e demais passageiros.

A Jeep lançou cinco configurações do Compass 2022 com motor flex: Sport, Longitude, 80 anos, Limited e S. 

Na prática, o Compass S é a topo da gama com o motor T270. Ai meu amigo tem de tudo e mais um pouco e vai desde o visual mais imponente do modelo 2022 até pacotes certeiros como o do multimídia. Por sinal, o sistema multimídia tem tela na horizontal de 10,1 polegadas e é dos mais legais com o app que conecta o carro ao seu smartphone, dando a opção para vocẽ encontrar o carro, fazer a partida do motor e alguns serviços de informações como a de revisões ou mesmo saber a autonomia do combustível no tanque, por exemplo.

O dispositivo é compatível aos sistemas apple carplay e andoid auto. Há ainda sistema de carregamento do celular sem fio e pontos USB espalhados no console central e na parte traseira do veículo.

Lançado em 2016 no Brasil, o Compass ganhou novos rivais, a exemplo do Toyota Corolla Cross e Volkswagen Taos. Mas a pegada do Compass S já faz uma enorme diferença. O SUV médio da Jeep já se destaca com seus faróis mais afilados, lanternas em LED e rodas de 19 polegadas. Há seis aribags, sistema start/stop, chave presencial, sensor crepuscular, ar-condicionado digital de duas zonas, alerta da pressão dos pneus, volante multifuncional em couro, controle de cruzeiro e retenção automática em paradas (auto hold). 

A liderança do Compass não é por acaso no mercado nacional. Além da entrega de pacote amplo de equipamentos e a chancela da marca Jeep, o Compass leva consigo algo a mais. É um SUV com boas dimensões – com 4,41 metros de comprimento e 2,63 metros de entre-eixos. Seu tanque é de 60 litros e tem espaço de 410 litros no porta-malas. 

É bem verdade que a Toyota posiciona bem o Corolla Cross Hybrid com preço na faixa dos R$ 180 mil. Essa é a aposta da marca japonesa para abocanhar parte dos consumidores do Compass. Já a Volkswagen usa o argumento da mecânica e de uma rede de revendedores bem maior no país. Assim, bota dúvidas e quem sai ganhando é o consumidor pela ofertas de SUVś médios no Brasil.   

 

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais