Ka ganha versão FreeStyle 1.0; Eco melhorias

Produzida no complexo automotivo da Ford em Camaçari, a dupla Ka e EcoSport chega com novidades na configuração Freestyle. O hatch ganha versão FreeStyle 1.0, modelo mais barato e de pegada aventureira. Já o EcoSport, pioneiro no segmento de SUV´s compactos urbanos, traz novo visual e mudanças no pacote de equipamentos.

 

Por Roberto Nunes, em Salvador

A linha 2020 do Ka e do EcoSport ficou ainda mais atrativa na família FreeStyle. Terceiro carro mais vendido no Brasil nos últimos três anos, o Ford Ka incorpora visual aventureiro ainda mais caprichado. O Ka FreeStyle 1.0 é a nova opção dos hatches aventureiros. No mercado, há Onix Activ, o récem-lançado Argo Trekking, entre outros. A Ford oferece uma opção mais barata. No ano passado, chegou a versão FreeStyle equipada com motor 1.5. Dragon Flex. Agora, surge a opção com motor 1.0 flex e câmbio manual.

 

O novo Ka Freestyle vem equipado com motor 1.0 TiVCT Flex de três cilindros, com 85 cavalos – o mais potente da categoria –, e a nova transmissão manual MX65 de cinco marchas. Está incrementado com direção elétrica e suspensão com calibração especial, além de controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, rodas de liga leve de 15 polegadas, faróis de neblina, molduras nos para-lamas, soleiras nas portas e rack com capacidade de 50 kg.

Sua parte interna traz teto em preto, painel marrom escuro e bancos parcialmente em couro, de estilo esportivo. O hatch aventureiro possui ainda tela flutuante de 7 polegadas da central multimídia SYNC 2.5, com funcionamento intuitivo e excelente visibilidade. Sensor de estacionamento traseiro, ar-condicionado, travas, vidros e retrovisores elétricos completam a lista. O Ka FreeStyle 1.0 sai por R$56.690. A linha continua a oferecer também o Ka FreeStyle 1.5, somente com transmissão automática (R$ 67.840). A linha fica agora com as versões S/SE, SE Plus, Titanium e Freestyle.

O Ka tem pneus 185/60R15, amortecedores e molas recalibrados, maior diâmetro de barra estabilizadora (23 mm), altura livre do solo em 185 mm, eixo traseiro mais rígido em 30% e melhorias no motor. A Ford oferece três anos de garantia com preço fixo de R$ 1.380 nas primeiras três revisões (10 mil km, 20 mil km e 30 mil km).

Pioneiro EcoSport

O EcoSport saiu na frente em 2003 e inaugurou o segmento de SUV´s compactos urbanos no Brasil. De lá para cá, o brasileiro ganhou em variedade e hoje encontra modelos como o Jeep Renegade, Nissan Kicks e Renault Captur, por exemplo. É o segmento que mais cresce em todo o mundo e, principalmente, no mercado nacional. Assim, a Ford reforça sua gama de EcoSport com a versão FreeStyle 2020.

 

A Ford recuou para avançar. Oferece agora dispositivo de 7 polegadas da central multimídia SYNC 2.5, tirando o SYNC 3.0 com mais aplicações, Isso ocorreu também em toda a linha Ka, que só vem com a central com menos recursos. Além disso, a versão Freestyle é a intermediária do EcoSport, que sai por R$ 87.290 na versão manual e R$ 93.290 com câmbio automático. Ganhou sim leves mudanças no visual, com teto pintado de preto, grade escurecida, apliques em prata nos para-choques e rack estilizado. Perdeu sim a iluminação diurna em LED, adotando um sistema com lâmpadas halógenas.

O EcoSport Freestyle vem com o motor 1.5 Dragon, de três cilindros e 137 cv a 6.500 rpm e torque de 16,2 kgfm a 4.500 rpm. As opções de transmissão são a manual de 5 marchas ou automática de 6 posições, com conversor de torque. O crossover é meio utilitário também e possui direção elétrica, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, central multimídia Sync 2.5 com tela de 7 polegadas, ISOFIX e sensor de estacionamento traseiro.

A Ford oferece o EcoSport FreeStyle 1.5 manual por R$ 87.290, R$ 1.400 mais do que o preço anterior de R$ 85.890. A versão automática ficou mais cara também, passando de R$ 91.890 para R$ 93.290, com o mesmo aumento de R$ 1.400. Tem três anos de garantia e preço fico nas três primeiras revisões de R$ 1.837 em todo o Brasil.

Doação 

A Ford tem forte parceria com o Senai/Cimatec na Bahia. A instituição de ensino conquistou recentemente a qualidade A de ensino pelo Ministério da Cultura e desenvolve estudos de tecnologia e de desenvolvimento de produtos voltados para a indústria, com ampla parceria com o setor automotivo e oferta de cursos técnicos e de ensino superior de engenharia automotiva. O diretor de tecnologia e inovação do Senai/Cimatec, Leone Andrade, recebeu das mãos de Alexandre Machado, diretor de desenvolvimento de produto da Ford Brasil, a doação de quatro veículos,  sendo três modelos Ka e um ecoSport, para estudos de desenvolvimento e capacitação técnica de estudantes dos cursos voltados para o setor automotivo ofertados pela instituição na Bahia.

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais