Passo a passo: como tirar sua primeira habilitação

Por Juliana Neves

Tirar a primeira habilitação nem sempre é um processo fácil. O sonho te ter as vantagens proporcionadas pelo documento é algo que pode gerar preocupações, medos e dúvidas pelo alto custo e por conta dos processos burocráticos. O programa Autos e Motos desta semana destacou dicas do processo para a retirada da Carteira Nacional de Habilitação.

Essa ansiedade é algo natural. Quando comprei meu laudo assim que fiz 18 anos, eu ainda não sabia nem diferenciar os pedais do carro e, apesar de ter sido um processo rápido (com 3 meses eu já estava com minha CNH provisória), quem acompanhou meu processo de perto sabe que o início foi bem complicado, considerando que aprendi a dirigir no trânsito caótico de Salvador e região metropolitana.

Mas, não importa se você tem 18 ou 50 anos, se você tem o desejo ou a necessidade de aprender a dirigir/ pilotar não desista antes de tentar. O primeiro passo é atender os requesitos necessários para dar entrada no documento:

• Ser penalmente imputável;
• Saber ler e escrever;
• Documento Oficial com foto, CPF original ou documento que contenha o número do CPF;
• Comprovante de residência original (conta de água, luz ou telefone) emitido há no máximo 90 dias.

Organizando esses documentos você pode ir até o departamento responsável da sua cidade e comprar o laudo. Eles iram tirar sua foto, fazer o cadastro da impressão digital e da assinatura do local onde foi aberto o serviço, além de te encaminhar para uma clínica credenciada onde será realizado o exame médico – Avaliação de sanidade física e mental e avaliação psicológica, o famoso: Psicoteste que também gera pânico em muita gente!

Se lembre que também será cobrada uma taxa pelo exame e normalmente todos esses serviços são agendados previamente. Após ter todos esses pré requisitos prontos, procure uma boa autoescola, busque aquela que tenham referência de pessoas que você conheça e observe questões de valores, se os carros são novos e se existe uma disponibilidade para te oferecer um bom atendimento, lembrando que é no CFC – Centro de Formação de Condutores – que você vai realizar o curso teórico-técnico das categorias A e B (45 horas/aula), e categoria ACC 20 (horas/aula); por isso é indispensável encontrar uma com que tenha o comprometimento e a responsabilidade que esse processo necessita.

A parte teórica não tem erro: Cumpra todas as aulas dentro do horário combinado, estude o código de trânsito brasileiro e realize a prova com tranquilidade. Se lembre que você vai precisar desse conhecimento nas ruas, então nada é em vão. Sendo aprovado você recebe a LADV-Licença para Aprendizagem de Direção Veicular, e começa a realizar as aulas práticas da categoria A (20 horas/aula), categoria ACC (10 horas/aula) ou categoria B (25 horas/aula).

Essa parte prática costuma ser justamente a maior preocupação dos futuros motoristas, que ficam apreensivos e com medo da reprovação. A dica é aproveitar as aulas o máximo possível e não ter vergonha de tirar todas as suas dúvidas. Mantenha a calma e aprenda com segurança! Repita a baliza quantas vezes for necessária, se acostume com a embreagem e a troca de marcha aos poucos, aprenda a usar o retrovisor, a seta e os outros acessórios necessários no dia a dia e não se esqueça de abusar da direção defensiva.

Após ser aprovado em todas as etapas é só esperar a emissão da CNH provisória e tomar os cuidados necessários para não perder o tão sonhado documento.

 

Veja também...

Veja mais
Carregar mais