Pesados

FPT Industrial apresenta novo motor XC13

Escrito por Roberto Nunes

A FPT Industrial continua desenvolvendo e investindo em novos motores de combustão interna, ampliando tecnologias e soluções competitivas para a realidade brasileira. Além do protagonismo do diesel, a abordagem focada da marca também leva em consideração seu know-how de mais de 20 anos em aplicações a gás natural e biometano. Dois motores apresentados na Fenatran 2022 sintetizam esse caminho estratégico: o novíssimo XC13, a encarnação do conceito Cursor X, e a nova versão FPT N67 Natural Gas.

De design inconfundível, com o X vermelho brilhante impresso no cabeçote do motor, o XC13 é a evolução do FPT Cursor 13 atual e o primeiro motor de plataforma multicombustível da FPT Industrial. Do diesel ao gás natural – incluindo o biometano – hidrogênio e combustíveis renováveis, foi concebido de forma revolucionária, em várias versões, para oferecer máxima padronização de componentes e fácil integração no veículo final.

A versão movida a diesel do XC13 oferece o melhor desempenho da classe, com até 600 hp de potência e 2.850 Nm, resultando em +5% de potência e +14% de torque em comparação com o atual FPT Cursor 13 no padrão de emissões Euro VI Step E (Europa). A versão movida a metano, por sua vez, fornece até 520 hp e 2.500 Nm, resultando em +13% de potência e +25% de torque em comparação com o FPT Cursor 13 Natural Gas. A redução das emissões de CO2 é de 9% para a unidade a diesel e 10% para o modelo a metano, mas este último pode alcançar net zero de CO2.

A potência de frenagem também alcança o melhor desempenho da categoria, com aumento +29% na versão a diesel (até 710 hp @ 2300 rpm) e impressionantes +300% na versão a metano (até 330 hp @ 2300 rpm). Ambas as versões também são significativamente mais leves: -10% (100 kg) no diesel e (80 kg) no modelo movido a metano. Esta redução de peso é alcançada graças a utilização de novas ligas de ferro fundido vermicular para o cabeçote e bloco do cilindro, resultando em maior eficiência e redução de peso.

A sustentabilidade econômica e ambiental é melhorada pelo aumento da eficiência de combustão, graças a um novo sistema de injeção de combustível e maior pressão de injeção no cilindro, atrito reduzido, e novo turbo de duplo fluxo – um conceito único para a versão a diesel –, gerenciamento inteligente de periféricos e sistemas auxiliares do motor, e também pelo software da FPT Industrial, comando para combustão integrada e controle ATS.

Sobre o Autor

Roberto Nunes

Deixe um comentário