Pesados

Librelato está na Fenatran 2022 com novidades da série Evolut

Escrito por Roberto Nunes

Librelato chega à Fenatran 2022, maior Salão de Transportes da América Latina, com novos planos e ações, que revelam uma transformação organizacional da empresa, voltados tanto ao mercado interno como ao externo. Além disso, a empresa apresenta a série Evolut, com novidades nos implementos Rodotrem Basculante, Semirreboques Carga Seca, Tanque e Furgão Lonado. Além da versão com 4 eixos, foram incluídos ao portfólio opcionais exclusivos que facilitam o transporte de materiais com propriedades anticorrosivas, agilizam a amarração da carga e possibilitam controlar as frotas.

De acordo com José Carlos Sprícigo, CEO da Librelato, a empresa está em um novo momento. “A partir da nova cultura organizacional, a Librelato deve voltar-se integralmente à inovação corporativa, por meio de fusões, aquisições, parcerias, pesquisa e desenvolvimento, criando novos modelos de negócios em produtos e serviços, com enfoque em ESG (Environmental, Social and Governance – traduzida como Ambiental, Social e Governança) e excelência operacional, requisitos fundamentais para qualquer negócio. A empresa tem previsão de expansão e adoção de novas tecnologias para suportar a estratégia de inovação difundida dentro da companhia”, afirma.

A ideia é continuar a investir em inovação, explorando novos mercados e produtos, o que deve trazer renovação ao negócio atual. O modelo de gestão já foi iniciado e tem os princípios voltados a Pessoas, Estratégia e Inovação, Liderança e Processos e Produtos. “Nosso objetivo é levar a Librelato a outros 50 anos em crescimento contínuo, com os clientes no centro da operação e a inovação como prioridade”, explica Sprícigo.

“Para isso, sempre colocamos as pessoas em primeiro lugar, ao valorizar o desenvolvimento de competências, gestão de conhecimento e a cultura de aprendizado. Não podemos deixar de considerar a governança corporativa, sempre conectada à transformação, aos princípios de ESG e compliance”, enfatiza.

De acordo com o executivo, a estratégia de inovação está cercada de análises de cenários, gestão de riscos, benchmarking e investimentos. “Tudo isso para chegarmos com excelência aos nossos clientes e mercados, com processos e produtos direcionados às necessidades dos clientes. Tanto a melhoria nos processos como o aprendizado organizacional devem ser contínuos e estarão baseados em um planejamento estratégico totalmente desenhado para chegar aos novos objetivos”.

 

Sobre o Autor

Roberto Nunes

Deixe um comentário