Volkswagen desvenda frente do Nivus, o SUV do Polo

A estratégia de soltar imagens de detalhes já é uma prática antiga das montadoras de veículos. E ainda hoje causa curiosidade entre os amantes dos automóveis. A Volkswagen soltou mais uma foto-revelação do Nivus. O lançamento está previsto para o segundo semestre. Mas na Europa, a preocupação não é a mesma. O crossover com estilo cupê teve a dianteira revelada na conferência anual da marca, na Alemanha.

Informações do site Trovão Motor indicam que o modelo, desenvolvido no Brasil, também será fabricado na Espanha e vendido no Velho Continente a partir de 2021. A imagem não está tão nítida, porém é possível perceber que o Nivus tem um visual próprio em relação aos demais veículos da marca. Vale ressaltar que é possível que a versão brasileira seja um pouco diferente da europeia, especialmente no desenho da grade, faróis e para-choque, como acontece com o T-Cross

A grade é integrada aos faróis e cortada por uma barra horizontal cromada, que também atravessa o logo da Volks. O formato do para-choque é ousado, com uma entrada de ar superdimensionada e nichos gigantes para acomodar os faróis de neblina. A imagem sugere ainda faróis com projetores full led. A lateral segue a linha do Polo, com o desenho bem parecido das portas. A área em preto logo acima da roda deve ser a proteção plástica da caixa de rodas. Vemos ainda o rack no teto e a ponta da lanternas invadindo a lateral.

O site traz ainda que a Volkswagen soltou vídeo e destaca a nova central multimídia VW Play com tecnologia streaming. Além do novo volante usado no T-Cross europeu, o carro tem o painel de instrumentos digital Active Info Display. O “SUV do Polo”, como está sendo chamado, vai se posicionar justamente entre o hatch e o T-Cross. Usará o motor tricilíndrico 1.0 turboflex, de até 128 cv e 20,5 kgfm de torque, e câmbio automático de 6 marchas. É provável que oferece também a transmissão manual de 6 posições para a configuração de entrada. Construído sobre a base MQB A0, a mesma do Polo e do T-Cross, ele será feito em São Bernardo do Campo (SP) e vendido inicialmente em três versões: Sense, voltado ao público PcD e com preço de até R$ 70 mil; Comfortline e Highline, com etiquetas estimadas de R$ 80 mil a R$ 90 mil.

Veja também...

Veja mais
Carregar mais